Alusão histórica na redação

FACISMO

Entre as décadas de 1920 e 1940, surgiu, em alguns países da Europa, o fascismo. Era um sistema político, econômico e social que ganhou força após a Primeira Guerra Mundial, principalmente nos países em crise econômica (Itália e Alemanha). Na Itália, o fascismo foi representado pelo líder italiano Benito Mussolini. Na Alemanha, Adolf Hitler foi o símbolo do fascismo, que neste país ganhou o nome de nazismo.

Contexto em que pode ser usada: temas que envolvam liberdade individual, censura,perseguição política, aceitação do diferente e preconceito.

DITADURAA ditadura militar no Brasil foi o regime instaurado em 1 de abril de 1964 e que durou até 15 de março de 1985, sob comando de sucessivos governos militares. De caráter autoritário e nacionalista, teve início com o golpe militar que derrubou o governo de João Goulart, o então presidente democraticamente eleito. O regime acabou quando José Sarney assumiu a presidência, o que deu início ao período conhecido como Nova República (ou Sexta República).

Contexto em que pode ser usada: supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política, propaganda e manipulação da mídia.

Anúncios

Alusão histórica na redação

Revolução IndustrialA Revolução industrial foi um conjunto de mudanças que aconteceram na Europa nos séculos XVIII e XIX. A principal particularidade dessa revolução foi a substituição do trabalho artesanal pelo assalariado e com o uso das máquinas.

Contexto em que pode ser usada: temas que envolvam desenvolvimento industrial, consumismo, sustentabilidade, direitos trabalhistas, desemprego e desigualdade social, conceito de família.

CRISE

Foi a mais grave crise econômica mundial do século XX. Tudo começou com o desequilíbrio na economia dos Estados Unidos. Durante a década de 1920, houve um rápido crescimento do mercado de ações no país, com os americanos investindo loucamente nas bolsas de valores, acreditando que elas se manteriam sempre em alta.

Cidadãos comuns vendiam as próprias casas para comprar ações, atrás de um lucro fácil e, teoricamente, seguro. No entanto, em meados de 1929, a economia do país começou a dar sinais de que as coisas não iam tão bem assim.

Em outubro de 1929, diante desses sinais negativos, os preços das ações desabaram, provocando a quebra da Bolsa de Valores de Nova York.

A crise também atingiu o Brasil, fazendo as vendas de café para o exterior, nosso principal produto de exportação na época, despencarem.

Contexto em que pode ser usada: desemprego, fome, miséria, consumismo,  má distribuição de renda.

Alusão histórica na redação

GUERRA I

Em 1750, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Madri. Esse redefinia a divisão das terras da América do Sul entre portugueses e espanhóis. De acordo com ele, a região dos Sete Povos das Missões (atual região oeste do RS), que era da Espanha, deveria ser entregue aos portugueses. Em troca, a Espanha ficaria com a Colônia do sacramento. Os jesuítas espanhóis, que atuavam na área, não aceitaram o acordo e armaram os indígenas da região.

Contexto em que pode ser usada: a demarcação de terras e a sobrevivência da cultura indígena.

NNNNDurante o Brasil Colonial, a mão-de-obra escrava foi de suma importância para a exploração das riquezas. Portugal – pretendendo dar sustentação ao seu modelo de colonização exploratória – buscou na exploração da força de trabalho dos negros uma rentável alternativa. Além de viabilizar a exploração das terras brasileiras, o tráfico negreiro potencializou o desenvolvimento de outras atividades econômicas.

Contexto em que pode ser usada: liberdade, preconceito racial, combate ao trabalho escravo e desigualdades sociais.

REPÚBLICAA República Velha, ou Primeira República, é o nome dado ao período compreendido entre a Proclamação da República, em 1889, e a eclosão da Revolução de 1930.

Usualmente, a República Velha é dividida em dois momentos: a República da Espada e a República Oligárquica.

A República da Espada – período foi marcado por crises econômicas, como a do Encilhamento, e por conflitos entre as elites brasileiras, como a Revolução Federalista e a Revolta da Armada.

A República Oligárquica foi marcada pelo controle político exercido sobre o governo federal pela oligarquia cafeeira paulista e pela elite rural mineira, na conhecida “política do café com leite”. Foi nesse período ainda que se desenvolveu mais fortemente o coronelismo, garantindo poder político regional às diversas elites locais do país.

Contexto em que pode ser usada: fraudes eleitorais, influência religiosa na política e desigualdades sociais Combate à fome e desigualdades (pesquise sobre a Revolta de Canudos); Políticas de saúde pública, doenças emergentes e reemergentes (pesquise sobre a Revolta da Vacina); Luta por direitos trabalhistas (pesquise sobre Revolta da Chibata).

Alusão histórica na redação

GRÉCIAAspectos principais da cultura grega: artes plásticas, filosofia, Olimpíadas, teatro, democracia, mitologia e esportes. Influência da cultura da Grécia Antiga no Império Romano e Renascimento Cultural

Contexto em que pode ser usada: valorização da arte, da língua escrita, da filosofia e da cultura em geral, política, esporte como fator de inclusão social, falta de incentivo ao esporte, pichação e grafite.

IDADE MÉDIAA Idade Média teve início no século V, e se estendeu até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média caracteriza-se pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada

Contexto em que pode ser usada: temas que envolvam desigualdades sociais, intolerância religiosa (pesquise sobre As Cruzadas), condições higiênicas e má gestão da saúde pública (pesquise sobre a Peste) e saneamento básico.

BRASILOs portugueses interessaram-se na venda de pau-brasil na Europa e, com isso, iniciaram a exploração das árvores da Mata Atlântica. As toras eram carregadas pelos índios para as caravelas que levavam tudo para vender na Europa. A madeira era usada na produção de móveis e instrumentos musicais, e sua seiva para tingir tecidos devido à sua coloração avermelhada.

Contexto em que pode ser usada: meio ambiente.

Alusão cinematográfica na redação

O TERMINAL – 2004

TERMINAL

TEMAS: xenofobia, imigração no Brasil

      O filme demonstra claramente os complicados trâmites burocráticos que permeiam o controle migratório dos países, bem como a situação de criminalização do imigrante e as inúmeras restrições a sua liberdade de locomoção.  Em tempos globalizados, onde a abertura à circulação dos bens e capitais é progressiva, os seres humanos ainda são vistos como “ilegais” pelo simples fato de existirem em territórios diferentes ao da sua nacionalidade. Apesar de pitoresco, é digno de nota que o filme “O Terminal” é inspirado em uma história real: depois de ser impedido de entrar em território francês, o iraniano Alfred Mahran morou 18 anos no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris.

A ERA DA ESTUPIDEZ (AN INCONVENIENT TRUTH – 2009)

ESTUPIDEZ

TEMAS: aquecimento global e sustentabilidade

          A Era da Estupidez mostra a que ponto chegou a destruição ambiental no mundo e alerta para a responsabilidade de cada indivíduo em impedir a anunciada catástrofe global. Misturando documentário e ficção, o filme é estrelado pelo ator indicado ao Oscar, Pete Postlethwaite, que interpreta um velho sobrevivente no devastado mundo de 2055. Ao analisar cenas das muitas tragédias ambientais ocorridas no início do século XXI, ele se pergunta por que os seres humanos não se salvaram quando ainda tinham a chance.

ESCRITORES DA LIBERDADE – 2007

ESCRITORES

TEMAS: violência na escola, preconceito e bullying 

         O filme “Escritores da Liberdade” logo de início, aborda os ideais de uma professora recém-formada a procura de fazer a diferença em sua profissão. Motivada por seus ideais, aceita o cargo de professora de então titulada “turma problema”, com a tarefa de ensinar adolescentes rebeldes, intolerantes e de primeira vista, indomáveis e desacreditados por um sistema educacional deficiente.

Alusão cinematográfica na redação

UMA PROVA DE AMOR – 2009

CAMERON

TEMA: doação de órgãos

        Uma Prova de Amor (um casal tem uma filha com leucemia e é convencido pelo médico a ter um novo bebê que possa doar a ela os tecidos necessários à sua sobrevivência. depois de doar sangue e a medula, a nova filha, agora com 11 anos, deverá doar um rim à irmã mais velha. a menina se rebela e contrata um advogado para processar os pais. uma discussão interessante sobre a moralidade dessas questões).

O PROFESSOR ALOPRADO (1996)

PROFESSOR

TEMA: obesidade

           Sherman Klump (Eddie Murphy) um professor universitário com grandes conhecimentos de genética, mas que sempre ridicularizado por ser extremamente gordo. Porém, quando recebe uma atenção especial de uma bela e jovem professora de matemática (Jada Pinkett), ele decide ingerir um experimento ainda em fase de testes, que altera a cadeia de DNA e faz com que se transforme em um jovem esguio, Buddy Love (Eddie Murphy). A partir de então, Sherman passa a levar uma vida dupla, pois o experimento tem um efeito que dura pouco tempo, levando-o a viver complicadas situações.

Alusão cinematográfica na redação

AOS TEUS OLHOS – 2017

OLHOS

TEMA: fake news

         Baseado na peça teatral espanhola “O Princípio de Arquimedes”, Aos Teus Olhos acompanha o drama enfrentado ao longo de um único dia por Rubens, um professor de natação querido e extrovertido que dá aulas a pré-adolescentes. Um dia, um de seus alunos alega para a mãe que o professor o beijou na boca. Tem início um verdadeiro turbilhão, onde a acusação de pedofilia rapidamente ganha proporções cada vez maiores através da internet. Mas, no fim das contas, quem está falando a verdade, a criança ou o professor? Em quem acreditar?

UMA RAZÃO PARA VIVER (2014)

RAZÃO

TEMA: depressão

        Temática: mulher traumatizada e depressiva, cuja vida deteriorou-se emocional e fisicamente depois de um acidente de carro. Ela vive sozinha, exceto por sua empregada leal e solidária Silvana (Adriana Barraza), e resolve buscar ajuda em um grupo para pessoas com dores crônicas. Lá, ela descobre o suicídio de um dos membros do grupo, Nina (Anna Kendrick). Claire fica obcecada pela história desta mulher, e começa a investigar a sua vida.

Alusão cinematográfica na redação

DESARMADOS – 2016

DESAR

TEMA: estatuto do desarmamento

         Com o atual cenário político brasileiro, dificilmente o documentário Desarmados passará despercebido. Realizado em uma época em que a questão da segurança pública nunca foi tão relevante, um longa que se propõe a apresentar e discutir o tema do desarmamento nos revela uma coragem por parte dos seus responsáveis que é raramente vista em terras tupiniquins.

12 ANOS ESCRAVIDÃO – 2013

DOZE i

TEMA: trabalho análogo à escravidão

       Um dos filmes mais controversos do novo milénio, a obra-prima do realizador britânico divaga até ao coração da América do séc. XIX onde acompanhamos Solomon Northup: um homem livre que, pela sua cor de pele, é enganado e vendido como escravo. Este é o relato real dos próximos 12 anos da sua vida. McQueen sempre foi intransigente ao abordar situações reais (nomeadamente com Fome, que também merecia um lugar nesta lista) de forma a colocar um espelho na cara deformada da humanidade.

Alusão cinematográfica na redação

ELENA (2012)

HELENA

TEMA: suicídio

      Um documentário da brasileira Petra Costa, o filme narra a trajetória da atriz Elena, irmã de Petra, que se suicidou aos 20 anos em Nova York. Um filme sensível, de belas imagens e mensagem imponente, Elena é uma obra-prima forjada no “vir-a-ser-mulher”. Uma jornada extremamente poética e introspectiva sobre a morte e o feminino.

BIKES VS CARS

bIKES

TEMA: mobilidade urbana

       Em tempos de uma crise generalizada, é necessário relacionar algumas discussões no que tange ao clima, recursos naturais e cidades. A indústria automobilística cresce desenfreadamente. Ciclistas militantes buscam mudanças radicais na mobilidade das grandes cidades. As diferenças no uso de bicicletas e de carros são gritantes em comparação entre algumas cidades, como São Paulo e Copenhague.

GARAPA – 2009

GARAPA

TEMAS: pobreza e fome

          “Garapa” é a primeira obra realizada por Padilha após o megassucesso do filme policial brasileiro. O cineasta foi ao nordeste documentar a seca e a fome consequente da miserável paisagem. Acompanhando a vida de três famílias famintas no estado do Ceará, Padilha fez de um dos mais dolorosos filmes, cuja dureza ainda foi um tanto amenizada pela fotografia em preto e branco.

Alusão cinematográfica na redação

UMA LIÇÃO DE AMOR
(I Am Sam, Direção: Jessie Nelson, 2002) País: EUA

AMOR

TEMA: educação especial – igualdade na diferença.

         Uma lição de amor é um filme que conta a história de Sam Dawson (SEAN PENN), um adulto com deficiência intelectual, ou seja, o funcionamento de sua inteligência fica aquém do esperado, pois corresponde a de uma criança de sete anos de idade.

       Sam tem uma filha, Lucy (DAKOTA FANNING), com uma moradora de rua que se hospedou em sua casa durante alguns dias. Lucy foi abandonada pela mãe ao sair do hospital. Ele cria a menina com muito amor e com ajuda de seus quatro amigos, todos deficientes também. Ao perceber a deficiência de seu pai, Lucy começa a não querer se desenvolver, principalmente, na escola para não ficar mais inteligente que ele.

A DIFÍCIL ESCOLHA (A Mother’s Prayer – 1995)

ESCOLHA

TEMA: DST

         Rosemary Holmstrom (Linda Hamilton) é uma viúva que tem um filho de 8 anos, T.J. e descobre que tem AIDS. Inicialmente desacredita, mas logo pensa no futuro do filho, quando morrer. Então, Rosemary encontra forças para decidir em qual família deixar o pequeno T.J., já que o governo não tem nenhum plano sobre essa situação.

CARANDIRU – 2003

CARANDIRU.jpg

TEMA: crise no sistema prisional brasileiro.

         Um médico (Luiz Carlos Vasconcelos) se oferece para realizar um trabalho de prevenção a AIDS no maior presídio da América Latina, o Carandiru. Lá ele convive com a realidade dos cárceres, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias. Porém, apesar de todos os problemas, o médico logo percebe que os prisioneiros não são figuras demoníacas, existindo dentro da prisão solidariedade, organização e uma grande vontade de viver.