Devaneios

CHORANDO

Ondas elétricas explodem

No instante, em que cruzam nossos olhares.

É difícil evitar,

E, pergunto-me como recusar?

Quando o meu coração e todo o meu ser pedem,

Os meus movimentos, claro, cedem.

Procuro-o incessantemente,

pois na minha mente você está.

Apagá-lo? Impossível.

Resistir? Devo tentar.

Talvez com o novo amanhã

esse sentimento possa passar.

Entretanto, enquanto o amanhã não chega

meus pensamentos, certamente, vão te buscar.

E novas ondas serão expelidas

até que com a chegada do sol

ocorra a despedida.

Porque isso tudo é loucura

e não devo alimentar.

 

 

Ideal

IDEAL

Um olhar vago… Distante.

Procuras o quê?

Uma alegria eterna e constante.

Sonhos! Isso não existe.

Fala o lado racional, superando o emocional.

Continuo, mas de repente me perco.

Novamente sonho.

Vejo você. Ah! Você é a alegria,

O sol que aquece e minha vida irradia

Curto esse momento por átimo

De repente escurece.

Onde está você?

É o lado racional, superando o emocional.

A dor bate forte, muito forte.

A dor apresenta-me o real.

Claro que não é o ideal.

Pois, o ideal é você.

Zamira

DESABAFO

coração

Terra árida, inóspita.

Assim é meu coração

quando cai uma semente

é incapaz de fecundar um embrião

       
coração 2

Terra ressequida e mal cuidada.

Assim é meu coração

sedenta de carinho,  proteção

de cuidado, de compreensão.

coração 3  

Terra esperando  chuva

para curá-la e devolver sua fertilidade.

Assim é meu coração

À procura de regeneração.

coração 3

 

Terra de sol causticante.

Assim é meu coração

sempre e sempre trepidante

em busca de algo que o encante.

                                                                                                  Zamira

O SONHO

SONHO

Será que foi sonho?

Será que sonhei?

Como sonhei, não sei.

Sei bem que é um sonho meu.

Sonhei sozinha

De repente sonhei contigo

No sonho, eu te abracei.

Agora são dois sonhos

O sonho não é só meu

O meu sonho é sonho teu

Tu e eu sonhando

O mesmo sonho teu…

Tu entraste no meu sonho

Vi que o nosso sonho valeu.

Concretiza-se um sonho

O dele, o meu e o teu…

Não é sonho só nosso

Viver no amor de DEUS.

                                                                                                                           Zamira

NÃO ESPERE…

 Não espere um sorriso para ser gentil.

     Não espere a enfermidade para valorizar a saúde.

     Não espere se tornar rico para ajudar o próximo.

     Não espere a solidão para valorizar quem está ao seu lado

     Não espere…

     Não espere a tristeza para valorizar a alegria.

     Não espere o conflito para valorizar a paz.

     Não espere o problema para valorizar a oração.

     Não espere a queda para valorizar um conselho.

     Não espere…

     Não espere a fome para valorizar o alimento.

     Não espere a sede para valorizar a água.

     Não espere a seca para valorizar a chuva.

     Não espere a escuridão para  valorizar a luz.

     Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante para você.

     Não espere… Não espere… Não espere…

     Que estas ideias estejam sempre acesas em sua mente.

  Zamira

VELA

ESTRELAS

estrela iiestrela iiestrela ii

Todos nós somos estrelas, tentando iluminar a escuridão.

Todos os dias, incansavelmente, buscamos significados,

Significados que nos conduzam a seguir a nossa estrada

Ás vezes,  larga e clara,

Ás vezes,  estreita e escura.

Todos nós somos estrelas, buscando iluminar a escuridão.

Heróis  e heroínas sem  plateia, sem aplausos e sem holofotes

Mas, não precisamos, por que dentro de nós temos tudo isso.

A cada passo, a cada pequena vitória, nós nos regozijamos.

Porque somos sobreviventes.

ZAMIRA

CONJECTURA

ampulheta_animada

Já dizia um poeta: O tempo é como uma cadeira ao sol.

Contudo,  ele não deixa marca somente no exterior.

Mas modela no homem o seu interior.

Tornando- o  destemido e, às vezes, superior

O tempo…  O tempo… Quão poder ele tem!!!

 Deixa marcas indeléveis em todo o seu corpo

Desde um individualista a um filantropo.

Para ele não há distinção, porque é essa sua missão.

Mas a sua força e seu poder vão muito mais além

Pois, advém dele também a  generosidade.

Já que substitui a inconsequente  espontaneidade.

Pela consciente  responsabilidade.

A impulsividade cede lugar para um ser imperturbável

E assim ele vai redesenhando a humanidade

e instalando em cada ser a paz e a tranquilidade.

Apresento-lhe  o senhor das transformações. O TEMPO.

Zamira