Adjetivo

ADJETIVO

O grande e o pequeno
Todo caso de amor tem sempre um grande e um pequeno.
[…] O pequeno ama, o grande se deixa amar. O grande fala, o pequeno ouve. O grande discorda, o pequeno concorda. O pequeno teme, o grande ameaça. O grande se atrasa, o pequeno se antecipa. O grande pede, ou nem precisa pedir, e o pequeno já está fazendo.
Não é uma questão de gênero. Existem homens pequenos e homens grandes, mulheres grandes e mulheres pequenas. O temperamento e as circunstâncias influem, mas não determinam. O grande pode ser o mais bem-sucedido dos dois ou não. O pequeno pode ser o mais sensível, mas nem sempre é assim. Muitas vezes o grande é mais esperto, mas existem pequenos espertíssimos. Depende do caso. […]
Mas como tudo pode acontecer, senão nada disso ia ter graça, por alguma razão, geralmente à noite, imprevisivelmente, o grande pode ficar pequeno, e o pequeno ficar grande de repente. Basta um vacilo, um cair de tarde, um olhar mais assim, um furacão, uma inspiração, uma imprudência.
Quando isso acontece, é comum o pequeno ficar maior ainda, o que torna o grande ainda menor. O ex-pequeno, logo promovido a grande, pode se vingar do ex-grande, se o seu sofrimento tiver boa memória. […]
FALCÃO, Adriana. O doido da garrafa. São Paulo: Planeta, 2003. p. 11-13. (Fragmento).

1- O sentido do texto acima é construído pelo uso de dois adjetivos que aparecem também substantivados. Quais são eles?

2- Com que intenção a autora do texto utiliza esses dois termos? Justifique.

3- Transcreva a passagem em que os dois termos não estão substantivados.

4- Por que, considerando o contexto, os dois vocábulos não foram substantivados nessa passagem?

5- Releia:

O grande pode ser o mais bem-sucedido dos dois ou não. O pequeno pode ser o mais sensível, mas nem sempre é assim. Muitas vezes o grande é mais esperto, mas existem pequenos espertíssimos.

a) O trecho acima explica a afirmação da autora de que, embora o temperamento de cada pessoa e as circunstâncias em que se encontram possam influenciar seu comportamento adotado por eles, não o determinam. Que expressões, na passagem transcrita, indicam características de temperamento e quais revelam uma circunstância?

b) O que significa, nesse caso, afirmar que esses elementos influem, mas não determinam o comportamento de cada um dos parceiros?

c) Que recurso linguístico, nessas expressões, foi utilizado para destacar as características e circunstâncias identificadas? Por quê?
RESPOSTAS:

1- Grande e pequeno.

2- A autora utiliza os dois adjetivos para identificar o tipo de comportamento adotado pelas duas pessoas que integram um casal. Aquele definido como grande é caracterizado como a pessoa que tem uma posição de superioridade em relação a seu par amoroso: é aquele que detém o poder na relação entre os dois (é quem é amado, quem fala, quem discorda, quem ameaça, quem pede e quem recebe). O pequeno, portanto, está em uma posição de inferioridade e de submissão (é quem ama, quem ouve, quem concorda, quem teme, quem antecipa os desejos do parceiro) em relação ao grande.

3- ” Existem homens pequenos e homens grandes, mulheres grandes e mulheres pequenas.”; “…geralmente à noite, imprevisivelmente, o grande pode ficar pequeno, e o pequeno ficar grande de repente.

4- Porque a autora pretende demonstrar que a caracterização de alguém como grande ou pequeno não depende do gênero (masculino ou feminino) associado a esses termos. Na verdade, a autora se refere ao sexo das pessoas que podem ser qualificadas dessa forma. Por isso, usa os substantivos homens e mulheres determinados pelos adjetivos grande e pequeno, afirmando que o comportamento associado a cada um desses vocábulos independe do sexo a que pertence cada um dos integrantes do casal.

5- a) Há uma expressão que indica circunstância: o mais bem-sucedido. Já as expressões o mais sensível, o mais esperto e espertíssimos revelam aspectos do temperamento que podem caracterizar cada um dos parceiros.

b) A autora pretende demonstrar que a posição de inferioridade ou superioridade de cada um dos parceiros (ser grande ou pequeno no relacionamento; não esta diretamente associada a essas características ou circunstâncias. Não há, necessariamente, equivalência entre um dado de temperamento superior (ser mais esperto, por exemplo) e a posição de poder dentro da relação. Pode ser pequeno, no casal, aquele que é o mais bem-sucedido ou mais esperto. A sensibilidade também não é, obrigatoriamente, uma característica daquele que assume uma postura submissa na relação amorosa.

c) Em todas elas, identifica-se o uso do superlativo, já que a autora pretende destacar o fato de que uma qualidade ou uma circunstância aparece intensificada, de forma relativa ou absoluta, em um dos parceiros. As expressões o mais bem-sucedido, o mais sensível, o mais esperto exemplificam o superlativo relativo de superioridade, denotando que, no relacionamento, um dos parceiros se destaca em relação ao outro por apresentar a mesma qualidade em maior grau. Já espertíssimo (formado a partir do acréscimo do sufixo “-íssimo” ao radical do adjetivo esperto) é um superlativo absoluto sintético, que indica que um dos parceiros apresenta essa qualidade em alto grau (é muito esperto).

 6. (FUVEST-SP) – Segundo a ONU, os subsídios dos ricos prejudicam o Terceiro Mundo de várias formas: 1. mantêm baixos os preços internacionais, desvalorizando as exportações dos países pobres; 2. Excluem os pobres de vender para os mercados ricos; 3. expõem os produtores pobres à concorrência de produtos mais baratos em seus próprios países.   (Folha de S. Paulo, 02/11/97, E-12)

Neste texto, as palavras destacadas rico e pobre pertencem a diferentes classes de palavras, conforme o grupo sintático em que estão inseridas.

a) Obedecendo à ordem em que aparecem no texto, identifique a classe a que pertencem, em cada ocorrência destacada, as palavras rico e pobre.

b) Escreva duas frases com a palavra brasileiro, empregando-a cada vez em uma dessas classes.

 RESOLUÇÃO:

a) Ricos é substantivo em “ricos prejudicam”; pobres é adjetivo em “países pobres”; pobres é substantivo em “os pobres”; ricos é adjetivo em “mercados ricos”.

b) Há inúmeras possibilidades de construção de frases. O importante é que a palavra seja usada ora como substantivo, ora como adjetivo.

Exemplos:
O brasileiro admira muito futebol. (substantivo)

O futebol brasileiro revela, constantemente, grandes jogadores. (adjetivo)

7. (UFRJ/UERJ/CEFET) – “… comprimem-se um milhão e meio de brasileiros, provenientes de quase todas as unidades de Federação.”
Se todas as unidades da Federação.”
Transforme o adjetivo provenientes em oração adjetiva, utilizando-se de verbo do mesmo radical.

RESPOSTA:

…brasileiros, que provêm de quase todas as unidades da Federação.

8. Verifique, nas frases abaixo, os graus dos adjetivos:

I.comparativo de superioridade

II. comparativo de inferioridade

III. comparativo de igualdade

IV. superlativo absoluto sintético

V. superlativo absoluto analítico

(   ) “ A filha menor era mais doce do que bela.” (Lygia Fagundes Telles)

(   ) “ Ninguém queria saber de Georgina, tão feia quanto antipática.” ( Josué Montello)

(   ) “ Tenho duas amigas superinteressante, você vai ver.” (  Fernando sabino)

(   ) Pato com tucupi: melhor pato do mundo!

(   ) “ Ficou louquinho da silva, o Teodoro.

RESPOSTA: I, III, IV, IV, V.

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

Perfeição

Vamos celebrar a estupidez humana

A estupidez de todas as nações (…)

Vamos celebrar a estupidez do povo

Nossa polícia e televisão (…)

Vamos celebrar a fome (…)

Vamos celebrar nossa bandeira

Nosso passado de absurdos gloriosos (…)

Tudo o que é normal

Vamos cantar juntos o Hino Nacional (…)

Venha, o amor tem sempre a porta aberta

E vem chegando a primavera

Nosso futuro recomeça:

Venha, que o que vem é perfeição.     Legião Urbana

9. No verso “Nosso passado de ABSURDOS GLORIOSOS” (v.7), substantivo e adjetivo se associam de forma a criar uma figura que se caracteriza pelo(a):

a) emprego de palavras desnecessárias ao sentido da frase. No verso “Nosso passado de ABSURDOS GLORIOSOS” (v.7), substantivo e adjetivo se associam de forma a criar uma figura que se caracteriza pelo(a):

a) emprego de palavras desnecessárias ao sentido da frase.

b) ênfase no exagero da verdade das coisas.

c) interpenetração de planos sensoriais diferentes.

d) relação de semelhança entre o sentido denotativo e o sentido conotativo do texto.

e) reunião de ideias contraditórias num só pensamento.

10.(ITA-SP) Os adjetivos lígneo, gípseo, níveo, braquial significam, respectivamente:

a)lenhoso, feito de gesso, alvo, relativo ao braço

b) lenhoso, feito de gesso, nivelado, relativo ao crânio

c) lenhoso, rotativo, abalizado, relativo ao crânio

d) associado, rotativo, nivelado, relativo ao braço

e) associado, feito de gesso, abalizado, relativo ao crânio

11. (FEI-SP) Em qual alternativa se apresenta o superlativo absoluto sintético destoando da forma erudita?

a.doce/dulcíssimo

b. célebre/celebérrimo

c) baixo/ínfimo

d) amargo/amaríssimo

e) livre/livríssimo

12. (CESCRANRIO-RJ) Assinale a opção em que todos os adjetivos não se flexionam em gênero:

a)delgado, móbil, forte

b) oval, preto, simples

c) feroz, exterior, enorme

d) brilhante, agradável, esbelto

e) imóvel, curto, superior

13. (FATEC-SP) Indique a alternativa em que não é atribuída a ideia de superlativo ao adjetivo.

a) é uma ideia agradabilíssima.

b) Era um rapaz alto, alto, alto.

c) Saí de lá hipersatisfeito.

d) Almocei tremendamente bem.

e) É uma moça assustadoramente alta.

14. Quanto ao gênero os adjetivos podem ser uniformes e biformes. Assinale a alternativa que apresenta adjetivos uniformes:

a) português, cristão.

b) feliz, espanhol.

c) ateu, judeu.

d) comum, feliz.

e) corajoso, brincalhão.

15. (UFPR) Em qual dos casos o primeiro elemento do adjetivo composto não corresponde ao substantivo entre parênteses?

a)Indo-europeu (Índia)

b) Ítalo-brasileiro (Itália)

c) Luso-brasileiro (Portugal)

d) Sino-árabe (Sião)

e) Anglo-americano (Inglaterra)

16. Assinale a alternativa que o adjetivo está flexionado no grau superlativo absoluto sintético:

a) O garoto é tão inteligente quanto sua irmã.

b) O aluno é o mais inteligente da sala.

c) A cerveja está geladíssima.

d) O político é muito influente.

e) O leite está melhor que o café.

17. Marque a 2ª coluna de acordo com a 1ª coluna.

1) amargo                                   ( ) docílimo

2) semelhante                              ( ) simílimo

3) doce                                        ( ) amaríssimo

4) dócil                                        ( ) dulcíssimo

5) frágil                                       ( ) fragílimo

a) 4,2,1,3,5

b) 2,1,3,5,4

c) 4,2,3,1,5

d) 3,2,4,1,5

e) 1,5,3,4,2

18. Assinale a oração em que o termo cego(s) é um adjetivo:

a)”Os cegos, habitantes de um mundo esquemático, sabem aonde ir…”

b) “O cego de Ipanema representava naquele momento todas as alegorias da noite escura da alma…”

c) “Todos os cálculos do cego se desfaziam na turbulência do álcool.”

d) “Naquele instante era só um pobre cego.”

e)”… da Terra que é um globo cego girando no caos.”

19. (Unirio )

Declaração

Devia começar, como o sabe de cor e salteado a maioria dos leitores, que é sem dúvida nenhuma muito entendida na matéria, por uma declaração em forma.

Mas em amor, assim como em tudo, a primeira saída é o mais difícil. Todas as vezes que esta ideia vinha à cabeça do pobre rapaz, passava-lhe uma nuvem escura por diante dos olhos e banhava-se-lhe o corpo em suor. Muitas semanas levou a compor, a estudar o que havia de dizer a Luizinha quando aparecesse o momento decisivo. Achava com facilidade milhares de idéias brilhantes: porém, mal tinha assentado em que diria isto ou aquilo, já isto ou aquilo lhe não parecia bom. Por várias vezes, tivera ocasião favorável para desempenhar a sua tarefa, pois estivera a sós com Luizinha; porém, nessas ocasiões, nada havia que pudesse vencer um tremor nas pernas que se apoderava dele, e que não lhe permitia levantar-se do lugar onde estava, e um engasgo que lhe sobrevinha, e que o impedia de articular uma só palavra. Enfim, depois de muitas lutas consigo mesmo para vencer o acanhamento, tomou um dia a resolução de acabar com o medo, dizer-lhe a primeira coisa que lhe viesse à boca.

Luizinha estava no vão de uma janela a espiar para a rua  pela rótula: Leonardo aproximou-se tremendo, pé ante pé, parou e ficou imóvel como uma estátua atrás dela que, entretida para fora, de nada tinha dado fé. Esteve assim por longo tempo calculando se devia falar em pé ou se devia ajoelhar-se. Depois fez um movimento como se quisesse tocar no ombro de Luizinha, mas retirou depressa a mão. Pareceu-lhe que por aí não ia bem; quis antes puxar-lhe pelo vestido, e ia já levantando a mão quando também se arrependeu. Durante todos esses movimentos o pobre rapaz suava a não poder mais. Enfim, um incidente veio tirá-lo da dificuldade.

Ouvindo passos no corredor, entendeu que alguém se aproximava, e tomado de terror por se ver apanhado naquela posição, deu repentinamente dois passos para trás, e soltou um – ah! – muito engasgado. Luizinha, voltando-se, deu com ele diante de si, e recuando espremeu-se de costas contra a rótula: veio-lhe também outro – ah! – porém não lhe passou da garganta e conseguiu apenas fazer uma careta.

A bulha dos passos cessou sem que ninguém chegasse à sala; os dois levaram algum tempo naquela mesma posição, até que Leonardo, por um supremo esforço, rompeu o silêncio, e com voz trêmula e em tom o mais sem graça que se possa imaginar perguntou desenxabidamente:

– A senhora… sabe… uma coisa?

E riu-se com uma risada forçada, pálida e tola.

Luizinha não respondeu. Ele repetiu no mesmo tom:

– Então… a senhora… sabe ou… não sabe?

E tornou a rir-se do mesmo modo. Luizinha conservou-se muda.

– A senhora bem sabe… é porque não quer dizer…

Nada de resposta.

– Se a senhora não ficasse zangada… eu dizia…

Silêncio.

– Está bom… Eu digo sempre… mas a senhora fica ou não fica zangada?

Luizinha fez um gesto de quem estava impacientada.

– Pois então eu digo… a senhora não sabe… eu… eu lhe quero… muito bem…

Luizinha fez-se cor de uma cereja; e fazendo meia volta à direita, foi dando as costas ao Leonardo e caminhando pelo corredor. Era tempo, pois alguém se aproximava.

Leonardo viu-a ir-se, um pouco estupefato pela resposta que ela lhe dera, porém, não de todo descontente: seu olhar de amante percebera que o que se acabava de passar não tinha sido totalmente desagradável a Luizinha.

Quando ela desapareceu, soltou o rapaz um suspiro de desabafo e assentou-se, pois se achava tão fatigado como se tivesse acabado de lutar braço a braço com um gigante.

            (Manuel Antônio de Almeida. “Memórias de um Sargento de Milícias”.)

A opção em que o adjetivo determina o substantivo, mas, na verdade, qualifica o referente a que o substantivo está associado é:

a) “Achava com facilidade milhares de ideias brilhantes” (2Ž par.)

b) “… e com voz trêmula…” (5Ž par.)

c) “E riu-se com uma risada pálida e tola” (7Ž par.)

d) “Luizinha fez-se cor de uma cereja” (18Ž par.)

e) “Leonardo viu-a rir-se, um pouco estupefato” (19Ž par.)

20. (FEI-SP) Marque a alternativa que apresenta o adjetivo no grau comparativo de superioridade.

a)Maria das Dores era pior aluna que Anita.

b) Nunca vi criança mais birrenta!

c) Quem era essa mulher belíssima?

d) Nada é menos ruim do que isso.

e) n.d.a.

21. (PUCCAMP – SP) – Se a altíssimo corresponde alto, a celebérrimo, libérrimo, crudelíssimo, humílimo, paupérrimo, respectivamente, há de corresponder:

a) célebre, líbero, cruel, úmido, pobre.

b) célebre, livre, cru, úmido, pobre.

c) célebre, livre, cruel, humilde, pau.

d) célebre, livre, cruel, humilde, pobre.

e) célebre, livre, cru, humilde, pobre.

22. (UM-SP)Aponte a alternativa incorreta quanto à correspondência entre a locução adjetiva e o adjetivo:

a) glacial (de gelo); ósseo (de osso)

b) fraternal (de irmão); argênteo (de prata)

c) farináceo (de farinha); pétreo (de pedra)

d) viperino (de vespa); ocular (de olho)

e) ebúrneo (de marfim); insípida (sem sabor)

23. Nas orações:

“Este livro é melhor do que aquele” e

“ Este livro é mais lindo que aquele” há os graus:

a)de superioridade, respectivamente sintético e analítico.

b) de superioridade, ambos analíticos.

c) de superioridade, ambos sintéticos.

d) relativos.

e) superlativos.

24.Assinale o item que apresenta o adjetivo incorretamente relacionado ao substantivo:

a)leite – lácteo

b) coração – hepático

c) ilha – insular

d) n.d.a

25. Estabeleça a correspondência adequada, levando em consideração os adjetivos destacados na primeira coluna e as locuções adjetivas, expressas na segunda:

(A) “ A chuva, em gotas glaciais,
Chora monotonamente” (Manuel Bandeira)

(B) “(…) a criancinha é um boneca de olhos cerúleos, mas já careca, que atende pelo nome de Rosinha(…)” (Paulo Mendes Campos)

(C) “No céu plúmbeo
a Lua baça
Paira(…)” (Manuel Bandeira)

(D) “Não havia uma flor nas roseiras desertas,
e esse riso estival dos púrpuros  gerânios(…)” (Manuel Bandeira)

( ) de verão
( ) da cor do céu
( ) de gelo
( ) de chumbo

RESPOSTA -D; B; A; C.

(Ufv )              Violência e drogas

1          É sempre bacana ver milhares juntando as forças, as vontades, as desesperanças, para encher ruas com o alvo vestuário da paz. Não é muito a minha, esse negócio de acender vela e clamar ao firmamento, mas em respeito aos sincretismos biodiversos, topo fingir não crer que do céu só vem relâmpago, chuva e bala perdida.

2          O que não dá mais, sinceramente, pra encarar com graça, educação e simpatia é o lugar-comum “não se pode dissociar a questão da violência da questão das drogas”. Hoje em dia, 10 entre 10 autoridades públicas, ao se pronunciarem a respeito do tema, repetem em uníssono: “Não se pode dissociar a questão da violência da questão das drogas”. E daí? O que devemos concluir dessa brilhante assertiva? É óbvio que as duas coisas estão intrinsecamente ligadas, qualquer idiota lobotomizado sabe. Mas o que vem depois disso? É “não se pode dissociar a questão da violência da questão das drogas” e ponto final? Quer dizer então que é só ninguém mais se drogar que a violência acaba? Quer dizer então que se os ricos (como acusou o governador do Rio de Janeiro) pararem de consumir substâncias ilegais tudo estará resolvido?

3          Bacana. Muito bom. E que dia vai ser isso? Uma bela manhã todos acordaremos para viver num mundo melhor, onde todos os que consomem drogas terão uma crise de consciência e, junto com seus fornecedores, chegarão à conclusão de que já perturbaram demais a ordem pública, de que a vida de todos já está suficientemente aterrorizada e, portanto, todos vão se dedicar a atividades mais lúdicas.

4          Vamos ou não vamos, de uma vez por todas, encarar a dura realidade de que sempre existirá uma parcela qualquer da população que vai querer se drogar? Isso não é minha opinião, muito menos meu desejo. É assim, simplesmente, porque sempre foi assim e continuará sempre sendo assim. Em qualquer sociedade, em qualquer época. Qualquer um que se dê ao trabalho de pesquisar as origens históricas do ato de se drogar, vai ficar chocado com a antiguidade da prática.

5          Enquanto a sociedade não oferecer uma alternativa legal ao adulto que quer consumir, arcará com o custo (de vida, de grana, de desagregação das estruturas sociais) boçal desse combate. Uma guerra que nunca será ganha e que faz muito mais vítimas fatais do que as drogas que tenta combater. Alguém ainda consegue achar irônico o fato do combate às drogas matar muito mais que o uso das mesmas?

6          Ninguém propõe o “bundalelê” nessa questão. A ideia de dar opção a quem não consegue ou não quer largar seu vício viria com a contrapartida de usar o ato de consumir drogas como agravante em qualquer delito que venha a ser cometido pelo usuário. Oferecer uma opção legal de consumo não é legalizar o crime. É retirar consumidores das mãos da marginalidade, é reduzir a importância econômica do narcotráfico. Certamente alguns morrerão de overdose, o que é triste, o que é lamentável. Mas, e a situação de hoje não é?

7          Reduzir o número de cadáveres deveria ser o único objetivo. Do jeito que as coisas estão organizadas parece que morrer de cocaína é pior do que morrer de tiro. Por quê? Querer discutir violência sem propor uma nova política de drogas é mais que perda de tempo, é perda de vidas.

                                   Claudio Manoel – Humorista, integrante do grupo Casseta & Planeta. “Jornal do Brasil”, 13 jul. 2000 – caderno Opinião.

26. Assinale a alternativa em que a mudança de posição entre o substantivo e o adjetivo NÃO pode acarretar alteração semântica:

a) O grande traficante assusta a polícia. / O traficante grande assusta a polícia.

b) O pobre viciado sofre muito! / O viciado pobre sofre muito!

c) O bom filho à casa torna. / O filho bom à casa torna.

d) O alto traficante assusta a polícia. / O traficante alto assusta a polícia.

e) O velho amigo é que socorreu o viciado. / O amigo velho é que socorreu o viciado.

 (Ufc )                                    MEIO-DIA

O sol tomba,

 vertical,

dos edifícios.

Ardem os muros perfilados.

Os objetos vomitam cores, embriagados.

O vermelho dos sinais ri,

em chamas,

para os carros.

Na calçada,

a luz lambe

as coxas da garota,

penetra no blue-jeans

os manequins,

irriga de calor

a angústia dos homens.

(Tudo se queima,

tudo se consome,

tudo arde infinito.)

Ó súbita revelação:

o sol me aponta

o carvão íntimo

 das coisas,

 negro

 coração

  batendo na claridade.

(ESPÍNOLA, Adriano. “Beira-Sol”. Rio de Janeiro: Topbooks, 1999. p.72-73)

27. A disposição espacial das palavras “negro” e “coração”, em versos distintos:

I. atribui autonomia sintática aos termos “negro” e “coração”.

II. permite dar destaque semântico a cada uma das palavras.

III. confere autonomia prosódica ao adjetivo e ao substantivo.

A análise das assertivas permite afirmar corretamente que:

a) apenas I é verdadeira.

b) apenas II é verdadeira.

c) I e II é verdadeiras.

d) II e III são verdadeiras.

e) I e III são verdadeiras

28. Em:

 1) Na segunda situação, o deputado Lula, vitima de uma apendicite, foi levado de Brasília para o hospital Sírio-Libanês em São Paulo.

 2)Isso porque era o Lula deputado.

 3) Se fosse o Lula operário tinha morrido antes de ser operado.

 4) Tinha morrido como milhares de mães veem seus filhos morrerem no colo à procura de uma maldita assistência médica que nunca vem para o pobre.

 Os termos sublinhados ora designam seres ora qualificam ou caracterizam os seres. Os termos que qualificam os seres são os dos trechos:

a) um e dois.

b) um e quatro.

c) dois e três apenas.

d) dois, três e quatro.

e) três e quatro apenas.

29. O termo grifado é locução adjetiva em:

a) “Os meninos gritavam na rua atrás das tanajuras…”

b) “Aquela cai dentro de vinte minutos.”

c) “Gostava… de tomar banho de chuvanas biqueiras…”

d) “Os passarinhos trocavam de lugar…”

e) “Escureceu o mundo de repente.”

30. (FUMARC) A locução adjetiva destacada não está corretamente substituída pelo adjetivo nos parênteses em:

a) Conseguiu a promoção, na semana passada, dando uma aula de mestre. (magistral)

b) Os cientistas afirmam que uma camada de gelo  provocará inundações. (glacial)

c) A informação era que um vento forte traria danos à população dos Alpes. (alpista)

d) Uma possível infecção do pulmão é que o levou a falecer mais rapidamente. (pulmonar.)

e) As crianças acabaram optando por um espetáculo de circo. (circense)

31. (Fuvest ) Talvez pareça excessivo o escrúpulo do Cotrim, a quem não souber que ele possuía um caráter ferozmente honrado. Eu mesmo fui injusto com ele durante os anos que se seguiram ao inventário de meu pai. Reconheço que era um modelo. Arguiam-no de avareza, e cuido que tinham razão; mas a avareza é apenas a exageração de uma virtude e as virtudes devem ser como os orçamentos: melhor é o saldo que o “déficit”. Como era muito seco de maneiras tinha inimigos, que chegavam a acusá-lo de bárbaro. O único fato alegado neste particular era o de mandar com frequência escravos ao calabouço, donde eles desciam a escorrer sangue; mas, além de que ele só mandava os perversos e os fujões, ocorre que, tendo longamente contrabandeado em escravos, habituara-se de certo modo ao trato um pouco mais duro que esse gênero de negócio requeria, e não se pode honestamente atribuir à índole original de um homem o que é puro efeito de relações sociais. (Machado de Assis, “Memórias póstumas de Brás Cubas”)

O efeito expressivo obtido em “ferozmente honrado” resulta de uma inesperada associação de advérbio com adjetivo, que também se verifica em:

a) sorriso maliciosamente inocente.

b) formas graciosamente curvas.

c) sistema singularmente espantoso.

d) opinião simplesmente abusada.

e) expressão profundamente abatida.

 (Cesgranrio )                         ANTES DO NOME

Não me importa a palavra, esta corriqueira. Quero é o esplêndido caos de onde emerge a sintaxe,

os sítios escuros onde nasce o “de”, o “aliás”,o “o”, o “porém” e o “que”, esta incompreensível

muleta que me apoia.

Quem entender a linguagem entende Deus cujo Filho é Verbo. Morre quem entender.

A palavra é disfarce de uma coisa mais grave, surda-muda, foi inventada para ser calada.

Em momentos de graça, infrequentíssimos, se poderá apanhá-la: um peixe vivo com a mão.

Puro susto e terror.   (Adélia Prado – “Bagagem”)

32. As palavras INCOMPREENSÍVEL e INFREQUENTÍSSIMOS possuem o mesmo prefixo com valor semântico idêntico. Porém, seus sufixos apresentam funções distintas, uma vez que – (í)vel forma adjetivo a partir de:

a) verbo e -íssimo atribui um valor de grau ao adjetivo.

b) verbo e -íssimo atribui um valor de grau ao substantivo.

c) substantivo e -íssimo atribui um valor de grau ao adjetivo.

d) substantivo e -íssimo forma adjetivo a partir de adjetivo.

e) adjetivo e -íssimo forma adjetivo a partir de verbo.

(Faap)

SONETO DE SEPARAÇÃO

De repente do riso fez-se o pranto

Silencioso e branco como a bruma

E das bocas unidas fez-se a espuma

E das mãos espalmadas fez-se o espanto.

De repente da calma fez-se o vento

Que dos olhos desfez a última chama

E da paixão fez-se o pressentimento

E do momento imóvel fez-se o drama.

De repente, não mais que de repente

Fez-se de triste o que se fez amante

E de sozinho o que se fez contente

Fez-se do amigo próximo o distante

Fez-se da vida uma aventura errante

De repente, não mais que de repente.  (Vinícius de Morais)

33.Na segunda estrofe há dois adjetivos:

a) calma e vento

b) olhos e chama

c) última e imóvel

d) paixão e pressentimento

e) momento e drama

34.O item em que temos um adjetivo em grau superlativo absoluto é:

a) Está chovendo bastante.
b) Ele é um bom funcionário.
c) João Brandão é mais dedicado que o vigia.
d) Sou o funcionário mais dedicado da repartição.
e) João Brandão foi tremendamente inocente.

35. Assinale a opção em que a locução grifada tem valor adjetivo:
a) “Comprei móveis e objetos diversos que entrei a utilizar com receio.”
b)”Azevedo Gondim compôs sobre ela dois artigos.”
c. “Pediu-me com voz baixa cinquenta mil réis.”
d. “Expliquei em resumo a prensa, o dínamo, as serras…”
e. “Resolvi abrir o olho para que vizinhos sem escrúpulos não se apoderassem do que era delas.”

36. (FEI-SP) Assinale a alternativa errada quanto ao superlativo erudito:

a) amargo – amaríssimo / cruel – crudelíssimo

b) pobre – paupérrimo / livre – libérrimo

c) negro – negríssimo / doce – dulcíssimo

d) sagrado – sacratíssimo / feroz – ferocíssimo

e) magro – macérrimo / nobre – nobilíssimo

37.(UN-UBERLÂNDIA) Das frase seguintes, uma contém uma locução adjetiva. Marque-a:

a) Esta é a torneira de água quente.

d) Esta boneca é muito feia.

b) Comprei uma lâmpada vermelha.

e) Ela é uma mulher corajosa.

c) O piano dela é alemão.

38. Assinale a oração em que o termo cego(s) é um adjetivo:

a) Os cegos habitantes de um mundo esquemático, sabem onde ir…

b) O cego de Ipanema representava naquele momento todas as alegorias da noite escura da alma …

c) Todos os cálculos do cego se desfaziam na turbulência do álcool.

d) Naquele instante era só um pobre cego.

e) … da Terra que é um globo cego girando no caos.

39. (UNISINOS) O item em que a locução adjetiva não corresponde ao adjetivo dado é:

a) hibernal – de inverno

d) docente – do professor

b) filatélico – de folhas

e) onírico – de sonho

c) discente – de aluno

40. (OBJETIVO) Assinale a opção em que o termo destacado, quando posposto ao substantivo, muda de significado e passa a pertencer a outra classe de palavras:

a) complicada solução

b) certos lugares

c) inapreciável valor

d) engenhosos métodos

e) extraordinária capacidade

41. (BANESPA) Assinale a alternativa em que é incorreta a correspondência entre a locução adjetiva equivalente:

a) investimento de vulto: investimento vultuoso.

b) azul do céu: azul celeste.

c) calor de verão: calor estival.

d) ilha de gelo: ilha glacial.

e) empréstimo com usura: empréstimo usurário.

42. (Fgv) Aponte a alternativa que traga os superlativos absolutos sintéticos de acordo com a norma culta.

a) Celebérrimo, crudelésimo, dulcíssimo, nigérrimo, nobilíssimo.

b) Celebésimo, crudelíssimo, dulcíssimo, nigérrimo, nobérrimo.

c) Celebérrimo, crudelíssimo, dulcíssimo, nigérrimo, nobilíssimo.

d) Celebríssimo, cruelérrimo, dulcésimo, negérrimo, nobérrimo.

e) Celebríssimo, crudelérrimo, dulcíssimo, negérrimo, nobérrimo.

43. (Pucpr ) Assinale a alternativa em que NÃO há correspondência semântica entre as duas palavras.

a) gelo – glacial

b) cabeça – cefálico

c) fogo – ígneo

d) pele – capilar

e) costas – dorsal

(ITA) Durante a Copa do Mundo deste ano, foi veiculada, em programa esportivo de uma emissora de TV, a notícia de que um apostador inglês acertou o resultado de uma partida, porque seguiu os prognósticos de seu burro de estimação. Um dos comentaristas fez, então, a seguinte observação: “Já vi muito comentarista burro, mas burro comentarista é a primeira vez.”

Percebe-se que a classe gramatical das palavras se altera em função da ordem que elas assumem na expressão.

44.Assinale a alternativa em que isso NÃO ocorre:

a) obra grandiosa

b) jovem estudante

c) brasileiro trabalhador

d) velho chinês

e) fanático religioso

45. Assinale a alternativa incorreta quanto ao emprego do adjetivo:

a)força de leão – força leonina

b) perímetro da cidade – perímetro urbano

c) homem sem cabelo – homem imberbe

d) máquina de guerra – máquina bélica

e) agilidade de gato – agilidade felina

 

 

Anúncios

EXERCÍCIOS SOBRE ARTIGO

ARTIGO

1.Nos pares abaixo, aponte a diferença de significado:

a. Toda casa cedo ou tarde precisa de reforma.

b.Toda a casa cedo ou tarde precisa de reforma.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

RESPOSTA: a) qualquer casa     b) a casa inteira

2. Considerando o emprego do artigo, coloque C (certo) ou E (errado nas frases abaixo:

a.As pessoas cujos nomes constam da lista serão atendidas. (   )

b. Eu não concordo com a sua opinião. ( )

c. Eu não concordo com sua opinião. ( )

d.O professor sempre falava sobre o Cristóvão Colombo. ( )

RESP. ECCE

3. (UFUb-MG)

“…foram intimados a comparecer…”

“… não a fizeram…”

“… a as oração…”

As três ocorrências do a são, respectivamente:

a. preposição, pronome, preposição

b.artigo, artigo, preposição

c. pronome, artigo, preposição

d. preposição, pronome, artigo

e.artigo, pronome, pronome

4.“ O policial recebeu o ladrão a bala. Foi necessário apenas um disparo; o assaltante recebeu a bala na cabeça e morreu na hora.”

No, texto, os vocábulos destacados são, respectivamente:

a. preposição e artigo

b. preposição e preposição

c. artigo e artigo

d. artigo e preposição

e. artigo e pronome indefinido

5. (ITA-SP) Determine o caso em que o artigo tem valor de qualificativo:

a. Estes são os candidatos de que lhe falei.

b. Procure-o, ele é o médico! Ninguém o supera.

c. Certeza e exatidão, estas qualidades não as tenho.

d. Os problemas que o afligem não me deixam descuidado.

e.Muito é a procura; pouca a oferta.

6. (FATEC-SP) Indique o erro quanto ao emprego do artigo:

a. Em certos momentos, as pessoas as mais corajosas se acovardam.

b. Em certos momentos, as pessoas mais corajosas se acovardam.

c. Em certos momentos, pessoas as mais corajosas se acovardam.

d. Em certos momento, as mais corajosas pessoas se acovardam.

7. (ESAN-SP) Em qual dos casos o artigo denota familiaridade?

a.O Amazonas é um rio imenso.

b. D, Manuel o Venturoso, era bastante esperto.

c. O Antônio comunicou-se com o João.

d. O professor João Ribeiro está doente.

e. Os Lusíadas são um poema de Camões.

8. (UM-SP) Assinale a alternativa em que há erro:

a.Li a notícia no Estado de São Paulo.

b. Li a notícia em O Estado de São Paulo.

c. Essa notícia, eu a vi em A Gazeta.

d. Vi essa notícia em A Gazeta.

e. Foi em O Estado de São Paulo que li a notícia.

9. (FMU-SP) Procure e assinale a única alternativa em que há erro no emprego do artigo:

a. Disse-me que conhece todo o Brasil.

b. Leu todos os dez romances do autor

c. Nem todas opiniões são valiosas.

d. Andou por todo Portugal.

e. Todas cinco, menos uma, estão corretas.

10. Considere a presença ou a ausência do artigo nas seguintes frases:

I.O governador visitou Florianópolis.

II. O governador visitou a Florianópolis das belas praias.

III. O Governador visitou a Florianópolis.

Esta (estão) correta(s):

a.I, II e III

b. apenas I e II

c. apenas I

d. apenas I e III.

e. apenas II e III.

11. (Univ. Fed. Pará) Observe o uso do artigo nas seguintes frases:

I “… perdia a sua musculatura estudando em Belém.”

II. “ ,,, até invejou o fumar do vaqueiro.”

III. “ …dela a escola era um lombo de búfalo.”

IV. “De repente oi ouvido que andava pelo Por Enquanto uma pequena…”

Em quais delas foi usado o recurso da substantivação?

a. Em I e II.

b. Em I e III

c. Em II e III

d. Em II e IV

e. Em III e IV

12. (Fuvest-SP) Em qual dos versos abaixo extraídos do “Soneto da perdida esperança”, de Carlos Drummond de Andrade, o autor utiliza-se da substantivação como recurso estilístico?

a. ” Perdi o bonde e a esperança.”

b. “ Volto pálido para casa.”

c. “ Vou subir a ladeira lenta.”

d. “ com um insolúvel flautim.”

e. “ Nós gritamos: sim! Ao eterno.”

13. (Fatec-SP) Identifique em qual alternativa é errado colocar, após a palavra destacada, o artigo definido:

a. Afundou na lama ambos pés.

b. Todos dias passava por lá, sem vê-la.

c. Toda noite gotejou a torneira, não pude dormir.

d. A todo passante perguntei, nenhum me informou.

e. N.D.A.

RESPOSTA – D

14. ( Unirio-RJ) Assinale o item onde não temos artigo definido.

a…. revolvia-me as tripas.

b. …as juntas doídas.

c. …iluminado a cera de carnaúba.

d. atrasaram a marcha…

e. …perceberiam de longe a existência dele.

15. (ESAN-SP) Assinale a alternativa correta:

a. Mostraram-me cinco livros. Comprei todos cinco.

b. Mostraram-me cinco livros. Comprei todos cinco livros.

c. Mostraram-me cinco livros. Comprei todos os cinco.

d. Mostraram-me cinco livros. Comprei a todos cinco livros.

e. Nenhuma alternativa

16. Aponte a alternativa em que haja erro no emprego do artigo.

a. Não quis responder a ambas as perguntas.

b. Feliz o pai cujos os filhos são ajuizados.

c. O pai tinha muito amor a ambos os filhos.

d. A Europa é um continente maravilhoso.

17. Levando em conta que alguns nomes de lugar admitem a anteposição do artigo, assinale a alternativa em que a crase foi empregada corretamente:

a.Ele nunca foi à Berlim.

b. Ele nunca foi à Paris.

c. Ele nunca foi à Portugal.

d. Ele nunca foi à Roma.

e. Ele nunca foi à China.

18. Assinale a frase em que o uso do artigo é facultativo.

a. Ele não conhece a casa dos irmãos.

b. Nunca se referiu à Roma dos Césares.

c. Cinema é o meu assunto preferido.

d. Todos os convidados se retiraram.

e. Todas as pessoas presentes à reunião falaram.

19. Em qual alternativa o artigo está substantivando uma palavra?

a. A Luciana não pôde comparecer à reunião.

b. A viagem foi programada com três meses de antecedência.

c. A casa estava sendo vendida por um preço relativamente baixo.

d. Jamais entendemos o porquê da saída do ministro

e. Ele convidou as colegas porque as estimava.

20. Assinale a alternativa em que há erro no emprego do artigo.

a. São pessoas cujas as aspirações não merecem consideração.

b. Eles estavam na casa dos pais.

c. Ambos os casos merecem consideração.

d. Eles não conheciam a velha Roma.

FONTES:

AMARAL, Emília, Mauro Ferreira, Severino Antônio e Ricardo Leite. Novas Palavras – Literatura, Gramática, Redação e Leitura. São Paulo: FTD. 1997

CEREJA, William Roberto e Thereza Cochar Magalhães. Gramática – Texto, Reflexão e Uso. São Paulo: Atual. 2004

NICOLA, José de. Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione.

TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. São Paulo: Scipione, 2006.

 

 

 

 

 

EXERCÍCIOS SOBRE SUBSTANTIVO

1. (Univ. Fed. Acre) Reescreva as palavras destacadas, colocando-as no feminino plural:

a. O folião do Salgueiro desfilou como verdadeiro campeão.

b. À tarde, o pavão da casa do monge soltava gritos estridentes.

c. O repórter conseguiu entrevistar o carrasco.

RESP. a. foliãs/ folionas, campeãs    b. pavoas, monjas    c. as repórteres, os carrascos

 2. (Faap – SP) Complete as orações com o plural dos substantivos entre parêntese:

a. Os negros livres dos Palmares tinham fugido com ……………, lanças e alguns archotes.na serra da Barriga depararam-se com …………..antiquíssimos. ( esmeril – fóssil)

b. Os ………………………………….do Zumbi elegiam-no vitaliciamente e os …………………………do grupo consideravam-no o Senhor da força militar. ( guardião – ancião)

RESPOSTA: a, esmeris, fósseis – b. guardiões, guardiães, anciões, anciães, anciãos.

3.Assinale a alternativa que contenha substantivos, respectivamente, abstrato, concreto e concreto:

a. fada, fé, menino

b. amor, pulo, menino

c. fé, fada, beijo

d. menino, amor, pulo

e. beijo, fada menino

4.Assinale a opção que contém substantivo no grau normal:

a. animalzinho              b. carinho         c. peixinho        d.  cachorrinho        e. menininha

 5. (FMU-SP) Indique a alternativa em que só aparecem substantivos abstratos:

a.tempo, angústia, saudade, ausência, esperança, imagem

b. angústia, sorriso, luz, ausência esperança inimizade

c. inimigo, luto, luz, esperança, espaço, tempo

d. angústia, saudade, ausência, esperança, inimizade

e. espaço, olhos, luz, lábios, ausência, esperança, angústia

6. Assinale a opção em que todas as palavras são do gênero feminino

a.omoplata, apendicite, cal, ferrugem

b. cal, faringe, dó, alface, telefonema

c. criança, cônjuge, champanha, dó, afã

d. cólera, agente, pianista, guaraná, vitrina

e.jacaré, ordenança, sofisma, análise, nauta

7. (PUC-PR) Assinale a alternativa em que os sentidos foram trocados:

a. a como: juba; o coma: estado mórbido

b. a gênese: geração; o gênese primeiro livro do Pentateuco.

c. a grama: erva rasteira; o grama: unidade de peso

a guia: documento; o guia: aquele que conduz

e.a crisma: óleo usado em alguns sacramentos; o crisma: o sacramento da confirmação.

8. (Univ. Est. Bahia) Ficou com…….quando soube que……………………caixa do banco entregara aos ladrões todo o dinheiro …………..clã.

a.o moral abalado, o do

b. a moral abalada, o da

c. o moral abalado, a, da

d. a moral abalado, a. do

e. a moral abalada, a da

9. (Fuvest-SP) O diminutivo é uma maneira ao mesmo tempo afetuosa e precavida de usar a linguagem. Afetuosa porque geralmente o usamos para designar o que é agradável, aquelas coisas tão afáveis que se deixam diminuir sem perder o sentido. E precavida porque também o usamos para desarmar certas palavras que, por sua forma original, são ameaçadoras demais.           Luís Fernando Veríssimo

A alternativa inteiramente de acordo com a definição do autor sobre diminutivo é:

a. O iogurtinho que vale por um bifinho.

b. Ser brotinho é sorrir aos homens e rir interminavelmente das mulheres.

c. Gosto muito de te ver, leãozinho.

d.Essa menininha é terrível.

e. Vamos bater um papinho.

11.(Cesgranrio-RJ) Assinale a opção em que todos os vocábulos formam o plural em –OES:

a. balão, irmão, tubarão

b. eleição, canção, opinião

c. confissão, nação, cristão

d. limão, cidadão, pagão

e. questão, alemão, operação

12.(Univ. S. Francisco-SP) Depende dos …………………… a defesa dos……………… ameaçados

a. cidadões, animaizinhos

b. cidadãos, animalsinhos

c. cidadãos, animaizinhos

d. cidadões, animaizinhos

e.cidadãos, animalzinho

 13. (Univ. Est. Ceará) Fazem o plural da mesma maneira que perdão:

a. cidadão, limão, verão

b. botão, caixão, quinhão

c. coração, capelão, paredão

d. anão cristão, melão

14. (Unirio-RJ) Palavras como irmão, exortação têm um só plural; outras, porém, admitem dois. Assinale o item em que só há uma forma para o plural.

a. guardião       b. refrão         c. vulcão           d. escrivão        e. ancião

15. (Esc, Sup. Agric. Mossoró – RN) O único plural incorreto é:

a. cidadões      b. açúcares     c. quaisquer       d. artesãos       e.florezinhas

16. (Fuvest-SP) Assinale a alternativa em que está correta a forma do plural:

a. júnior – júniors

b. mal – maus

c. fuzil – fusíveis

d. gavião –  gaviães

e. atlas – atlas

 17. (Univ. Est. Ponta Grossa – PR) A série de palavras que no plural mudam o timbre do o tônico é:

a. acordo, transtorno, sogro, morro, repolho

b. imposto, povo, corpo, esforço, tijolo

c. logro, toco soldo, gorro, fofo

d. gafanhoto, globo, bolso, coco, lobo

e. forro, esposo, rolo, sopro, topo.

18. (Univ do Amazonas) “ O atendimento em postos de saúde e prontos-socorros públicos maltrata os usuários.” Da vogal tônica das palavras postos e socorros. É certo afirmar-se que:

a. ambas são abertas.

b. ambas são fechadas

c. a primeira é aberta e a segunda, fechada.

d. a primeira é fechada e a segunda, aberta.

19. ( Cesgranrio- RJ) Assinale o par de vocábulos que forma o plural como corpo e impressão, respectivamente ( no primeiro vocábulo, considere também a ocorrência ou não de mudança de timbre da vogal tônica);

a. poço, balão

b. gosto, opinião

c. adorno, talão

d. esforço, cidadão

e. imposto, cristão

20. (Em todos os exemplos abaixo o diminutivo traduz ideia de afetividade, exceto:

a. Deixe-me olhar o seu bracinho, minha filha.

b. Para mim você será sempre a queridinha.

c. Amorzinho, você vem comigo?

d. Ele é o empregadinho de nossa firma.

e. Não sei, paizinho, como irei embora.

21. (Cefet-PR) Assinale A alternativa em que a palavra tem o gênero indicado incorretamente:

a. a tapa             b. a grama        c. o hélice          o carisma          o ágape

22. O plural de fohãozinho e cidadão é:

a. fogãozinhos, cidadãos

b. fogãosinhos, cidadãos

c. fogõezinhos, cidadãos

d. fogõezinhos, cidadões

e. fogoesinhos, cidadães

23. (ITA-SP) Dadas as palavras

1.esforços          2. portos                      3. impostos

Verificamos que i timbre da vogal tônica é aberto;

a. apenas na palavra 1

b. apenas na palavra 2

c.  apenas na palavra 3

d. apenas nas palavras 1 e 3

e, em todas as palavras

 24, (ITA-SP) Dadas as sentenças:

  1. Ele não chegou a falar cm a Presidenta.
  2. Ele sofreu uma entorse grave.
  3. O tracoma é uma doença contagiosa.

a.apenas a sentença 1 está correta.

b. apenas a sentença 2 está correta.

c, apenas a sentença 3 está correta.

d. todas estão corretas.

e. n.d.a.

25. (MACK-SP) Relacione as duas colunas, de acordo com a classificação dos substantivos, e assinale a alternativa correta:

1.padre                                          próprio

2. seminário                                coletivo

3. Dias                                           derivado

4. ano                                            comum

a. 3. 4. 2, 1

b. 1, 3, 4, 3

c. 1, 3, 4, 2

d. 4, 2, 1, 4

e. 2, 4, 3, 1

26. (Unaerp – SP) Assinale a alternativa em que todas as palavras são masculinas.

a. ágape, cal, cólera, libido

b. omoplata, hélice, cataplasma, champanha

c. moral, testemunha, grama, preá

d. nascente, guia, estigma, cinza.

e. apêndice, guaraná, telefonema, eclipse

27. A opção em que todos os substantivos mudam de significado ao mudarem de gênero é:

a. cabeça, nascente, moral, lente

b. foca, guia, colega, pobre

c. coral, cliente, dó, rádio

d. coma. Sabiá, criança, caixa

e. águia, trema, guarda

28. Classificam-se como substantivos as palavras destacadas, exceto:

a. “… o idiota com quem os moleques mexem…”

b. “,,, visava a me acostumar à morna tirania…”

c. “ Adeus, volto para meus caminhos.”

d. “… conheço até alguns automóveis.”

e. “… todas essas coisas se apagarão em lembranças.”

29. A questão diz respeito ao trecho: “ Aurélia a princípio entregara-se ao encanto daquela noite brasileira, que parecia um sonho de sua alma no azul diáfano do céu.” (J. Alencar)

Aurélia é substantivo:

a. comum e concreto

b. abstrato e primitivo

c. coletivo e simples

d. próprio e concreto

e. comum e simples.

30. A alternativa onde ocorrem substantivos simples, concreto e abstrato é a:

a. água, vinho

b. Pedro, Jesus

c.Pilatos, verdade

Jesus, abaixo-assinado

Nova Iorque, Deus

FONTES:

AMARAL, Emília, Mauro Ferreira, Severino Antônio e Ricardo Leite. Novas Palavras – Literatura, Gramática, Redação e Leitura. São Paulo: FTD. 1997

CEREJA, William Roberto e Thereza Cochar Magalhães. Gramática – Texto, Reflexão e Uso. São Paulo: Atual. 2004

NICOLA, José de. Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXERCÍCIOS: ORTOGRAFIA

1.Aponte, entre as alternativas abaixo, a única em que todas as lacunas devem ser preenchidas com a letra u:

a. c….rtume, escap….lir, man….sear, sin….site

b. ….rticária, s….taque, m…cama, z….ar

c. esgo….elar, reg…rgitar, p….leiro, ent….pir

d. m….chila, tab….leta, m….ela, b….eiro

e.emb…lia, c….rtir, emb….tir, c….ringa

2.Aponte a alternativa que completa corretamente as lacunas de acordo com a significação das palavras:

Devido à forte ……………, os passageiros do avião ………………o passo, atravessaram a pista do aeroporto, mas não puderam escolher os ……………………..; …………………….. logo as cortinas, para não ver a embaçada tarde.

a. cerração, apressaram, assento, cerraram

b. cerração, apressaram, assentos, serraram

c.serração, apressaram, acentos, serraram

d. serração, apreçaram, acentos, cerraram

e. cerração, apreçaram, acentos serraram

3. Identifique a alternativa que completa corretamente as lacunas:

…………………..com discrição quanto à existência do ………………, hoje com as paredes………….. e apresentando perigo…………………… de desabamento.

a. hajo, celeiro, ruças, eminente

b. ajo, seleiro, ruças, eminente

c. ajo, celeiro, russas, eminente.

d. ajo, celeiro, russas, iminente.

e. ajo, celeiro, ruças, iminente.

 4. …………….. que …………………..os regulamentos, …………………pesadas punições.

a. Aquelas, inflingiram, infringiram.

b. Àquelas, infligiram, infringiram

c. Àquelas, infringiram, infligiram

d. Aquela, infligiram, infringiram

e. Aquelas, infligiram, infrigiram

5.Identifique a alternativa cujas palavras preencham corretamente os espaços em branco:

A………………..do vestibular gera uma grande………….no jovem e o deixa…………..quanto ao resultado.

a.espectativa, tensão, exitante

b. expectativa, tenção, hesitante

c. expectativa, tensão excitante

d. expectativa, tensão hesitante 

e. expectativa, tensão, hesitante.

6.Indique a alternativa que completa corretamente as lacunas:

A…………..da greve estava……………….., pois os empregados…………………..nos erros cometidos no passado.

a. confraglação, eminente, recindiram

b. deflagração, iminente, reincidiram

c. declagração, eminente, reincidiram

d. confraglação, iminente, recindiram

e. defragração, iminente, incidiram

7.” O mesmo não se pode dizer de outros engenhos que estão marginalizando o homem.”

Grafou corretamente com  Z, pelo mesmo motivo da palavra destacada na citação acima, a palavra:

a.pesquizando

b. alizando

c. improvisando

d. pizando

e. vulgarizando

8. “Mesmo que……………., não conseguiríamos…………..na equipe de trabalho o nosso……………colega.

a. quiséssemos, encaichar, pretencioso

b. quizéssemos, encaxar, pretensioso

c.quizéssemos, encaichar, pretencioso

d. quiséssemos, encaixar, pretensioso

e. quiséssemos, encachar, pretencioso

9. Assinale a opção em que todas as palavras estão escritas corretamente:

a. sossego, sucesso, começo

b. moça, argamassa, salça

c.ricaço, sussego, assúcar

d. calsa, cansaço, falsa

e. missanga, assado, assucena

10. (ITA-SP) Assinalar a alternativa em que todas as palavras estejam grafadas corretamente:

a. chuchu, jeito, vasio, pesquisar

b. xuxú, jeito, vasio, pesquisar

c. chuchu, jeito, vazio, pesquisar

d. xuxu, jeito, vazio, pesquisar

e. chuchu, jeito, vazio, pesquisar

11. (Univ. Amazinas-AM) “Às vezes …………………..a pena fazer uma…………………… .

a. valhe, excessão

b. vale, excessão

c. valhe. Exceção

d. vale exceção

 12. (Acafe-SC) Corrija as frases, se necessário:

a. Derepente Deodoro saiu do baile e foi atraz do iramão.

b.Os terrenos baldios usados como depósito de lixo causam mau cheiro.

RESPOSTA:   a. De repente…… atrás.              B. não há erros.

 13. (Univ. Est. Feira de Dantana-BA) “ O……… do público ao ……….. da reunião foi feito ……………severa vigilância.”

a. acesso, recinto, sob

b. acesso, rescinto, sobre

c. assesso, recinto, sobre

d. ascesso, rescinto, sob

e. assesso, rescinto, sob

14. (Unisinos-RS) A alternativa em que aparece uma palavra incorretamente grafada é:

a. puseram, quiseste, análise

b. ascensão, sucinto, suscitar

c. duquesa, aridez, prazeroso

d. pretencioso, exceção, excesso

e. estrangeiro, enxada, mexerico

15. ( Cefet-PR)Marque a alternativa em que todas as palavras estão corretamente grafadas.

a. previlégio, aterrizar, malcriado

b. cachumba, rixa, misto

c. obsessão, excessão, desinteria

d. explendor, assessor, explêndido

e. beneficente, berinjela, sarjeta

16. (Fac. Med. Triângulo Mineiro –MG) Em virtude do ……………. de visitantes, não havia local para o …………..dos ……………… .

a. escesso, descanso, excursionistas

b. excesso, descanso, excursionistas

c. excesso, descanço, excurcionistas

d. escesso, descanço, excurcionistas

e. excesso, descanço, excursionistas

17. ( FGV-SP)  Assinale a alternativa em que não haja erro de grafia:

a. Não tinha feito a prova no dia regular nem tão pouco a substitutiva.

b. Afim de que as soluções pudessem ser adotadas por todos, José de Arimateia havia distribuído cópias do relatório no dia anterior.

c.  Porventura, meu Deus, estarei louco!

d. Assinalou com asterístico a necessidade de notas informativas adicionais.

e. Com frequência, os médicos falam de AVC, Acidente Vascular Celebral. Porisso, os próprios pacientes já estão familiarizados com esse ter.

18. (UFPE) A escrita formal de textos requer observância das normas da ortografia oficial. Identifique a série em que todas as palavras respeitam tais normas:

a.expectativa pretenciosa; escrúpulo renascentista

b. improvização ineficaz; pretensões de catequizar.

c. processo civilizador. Trabalhos servís

d. ritmo de crescimento; excassez de recursos

e. exposição sucinta; excesso de privilégios

 19. (FGV-SP) Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam corretamente grafadas:

a.empolgação, através, extrangeiro, despercebido, auto-falante

b. eletricista, asterístico, celebral, frustado. Beneficiente

c. assessores, pretensão., losango, asterisco, alto-falante

d. sicrano, vultosa, previlégio, entitular, prazeiroso

e. eletricista, pretenção, ascenção, celebral, prezeiroso

20. (UEL-PR) É necessário corrigir a grafia dos termos em destaque na frase;

a. A RISPIDEZ de suas palavras MAGOOU-NOS profundamente.

b. Ele é um homem SISUDO, mas não chega a ser RABUJENTO.

c. As pessoas BENQUISTAS costumam irritar as RESSENTIDAS.

d. Impõem-se a CONTENSÃO de DESPEZAS, para este orçamento.

e. A CONCISÃO do texto dificulta DISCERNIR os detalhes.

21. (UEL-PR) A frase em que todas as palavras estão corretamente grafadas é:

a. Ele acha que é a marezia que corróe os metais de forma implacável.

b. Que prazeroso o momento em que o charreteiro me passava as rédeas…

c. Espero que o rapazinho não continui tão dispercivo nos estudos.

d. À vezes o silencio traz mais constrajimento do que as mais rispidas palavras.

e.O carro foi abalrroado e ninguém quis assumir os prejuísos.

22. (Mackenzie-SP) Assinale a alternativa que preenche os espaços corretamente:

Com o intuito de …………. o trabalho, o aluno recebeu algumas incumbências: ……. datas, ……… o conteúdo e……………um estilo mais moderno.

a.finalisar, pesquisar, analisar, improvisar

b. finalizar, pesquizar, analizar, improvisar

c. finalizar, pesquisar, analisar, improvisar

d. finalizar, pesquizar, analisar, improvisar

e. finalizar, pesquisar, analizar, improvisar

23.(Fuvest-SP) A frase em que a grafia está inteiramente correta é:

a. A rescessão asiática, o colapso russo e a perda de vultuosas quantias roubaram a expontaneidade do mercado de investidores.

b. Nessas inserções, todas as disfunções familiares, sem exceção, vêm à tona, sempre acompanhadas de forte descarga emocional.

c. Sua magestade não admitiu a indiscrição do ministro, expulsando-o, imediatamente, da Corte.

d. As medidas tomadas pelo governo contra a inflação não atendem às espectativas da população e, certamente, não sortirão os resultados esperados.

e. Estudiosos mostram-se apreensivos diante da eminência do recrudecimento das superstições nas sociedades capitalistas.

24. (ITA-SP) Assinale a opção em que as palavras estão grafadas corretamente:

a. receoso, reveses, discrição, umedecer

b. autidiliviano, saguissedento, aguarraz, atribue

c. ineludível, engolimos, sobressaem, explendoroso

d. dissensçao, excurcionar, enxugar, asimétrico

e.  encoragem, rijeza, tessitura, termo-elétrico

25. (PUCCamp-SP) A frase em que há erros de ortografia é:

a. Não há jeito de pormos em uso essas folhas de papel almaço, porque elas são tão finas que se pode ver facilmente através delas.

b. Nem sempre o lazer a que se dedicam é o mais adequado para seus problemas, por isso existe a preocupação dos médicos em orientá-los cuidadosamente,

c. A afirmação de que nossa ajuda não foi expontânea põe em dúvida a decência e a honradês de quem falou.

d. O assessor de imprensa não queria falar com a discrição, motivo pelo qual não citou nominalmente os queixosos.

e. Acostumados a debater tudo com o corpo docente, os administradores da escola puseram em discussão também o problema do número de vagas.

26. (FEI-SP) Assinale a alternativa que preencha corretamente as lacunas:

I. Estamos chegando. São Paulo fica …………………….. apenas 50 quilômetros daqui.

II. O governo federal vai realizar o ………………….. da população.

III. No início do século XX, muitos italianos ………………..para o Brasil.

IV. João é muito ……………………………. educado.

a.a, censo, imigraram, mal

b. a, senso, emigraram, mal

c. à, censo, emigraram, mau

d. à, senso, imigraram, mau

e. há, censo, imigraram, mau

27. (Mackenzie-SP)

I. atraz, civilisar, decender, majestoso

II. atrazado, côncio, enchuto, , mecher

III. cicatriz, extensão, discente, exceção

Quanto à ortografia assinale:

a.se todas as afirmações estão incorretas.

b. se todas estão corretas.

c. se apenas a II está correta.

d. se apenas a III está correta

e. se apenas a I está correta.

28.(Mackenzie-SP)

I.Durante o regime militar, muitos políticos tiveram seus mandatos caçados e foram exilados.

II. Os detectores do poder anseiam sempre por subjulgar os mais fracos.

III. Os dirigentes governamentais que, verdadeiramente, respeitam a liberdade dos indivíduos não deveriam ser exceção.

Quanto à ortografia, assinale:

a.se todas as afirmações estão corretas.

b. se apenas III está correta

c. se apenas I está correta.

d. se todas estão incorretas.

e. se apenas II está correta.

29. (Mackenzie-SP) Assinale a única série de palavras grafadas corretamente:

a. enxurrada, pretensioso, compulsivo, obceno

b. socializar, alisar, concretizar, radicalisar

c. privilégios, consenso, excesso, gorjeta, extinção

d. cotisar, capitalizar, idealizar, matizar

e. imunisar, improvisar, fertilizar, analisar

30. (Mackenzie-SP) Assinale a sequência totalmente correta:

a.sombrancelha, reivindicar, estrupo

b. fragância, fratricídio, irriquieto

c. elocubração, imbutido, empecilho

d. meritíssimo, privilégio, retrógado

e. advinhar, asterístico, beneficiente

31. Assinale a alternativa que preenche corretamente a frase:

Com ……………. não raro ………………, ela perseguia a fama.

a.tenascidade, obscecado

b. tenacidade, obsecado

c. tenacidade, obscecado

d. tenacidade, obcecado

e. tenascidade, obcecado

32. (FCMSC-SP)

“Todos os documentos …………………., sem …………….., apresentavam grande ……………… .”

a.inidônios, exceção,  verossemelhança

b. inidôneos, excessão, verossimilhança

c. inidôneos, exceção, verossimilhança

d. inidôneos, exceção, verossemelhança

e. inidônios, excessão, verossimilhança

33. (FCMSC-SP)

…………….. as informações pessoais poderá dar ….. a um controle ………. sobre o cidadão.

a.Computadorisar, encejo, inezorável

b. Computadorizar, ensejo, inexorável

c. Computadorisar, ensejo, inezorável

d. Computadorizar, ensejo, inezorável

e. Computadorizar, encejo, inexorável

34. (Mackenzie-SP) Assinale a única alternativa que apresenta uma palavra escrita erroneamente.

a.rabugice, impingir, égide, sarjeta

b. hesitar, herbívoro, haurir, hérnia

c. proviniente, dilapidar, despender, privilégio

d. engolir, bueiro, goela, entupir

e. demissionário, isenção, suscitar, maçante

35. (EFOA-MG) Assinale a alternativa em que todas as lacunas devem ser preenchidas com a letra i.

a.calcár-o, -ncorpar, -ncorporar

b. –ntumescer, d-gladiar, balzaqu-ana

c. escárn-o, d-lapidar, -mpecilho

d. rést-a, mer-tíssimo, g-ada

e. d-spêndio, d-stilação, cad-ado

36. Assinale a opção que contém o período cujas palavras estão grafadas corretamente.

a.Ele quiz analisar a tarefa que eu realizei.

b. Ele quis analizar a tarefa que eu realisei.

c. Eles quis analizar a tarefa que eu realizei.

d. Ele quis analisar a tarefa que eu realisei.

e. Ele quis analisar a tarefa que eu realizei

37. (FGV-SP)

Minha ……………… está ……………………….por culpa não sei de ……………… .

a.pesquisa, atrazada, quê

b. pesquiza, atrasada. Que

c. pesquiza, atrasada. quê

d. pesquisa, atrasada, quê

e. pesquisa, atrazada, que

38. (Fuvest-SP) Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam corretamente grafadas.

a. tecer, vazar, aborígene, maisena

b. abscesso, rechaçar, indu, soçobrar, coalizão

c. rigidez, garage, dissenção, rigeza, cafuso

d. lambujem, advinhar, atarraxar, bússulo, usofruto

e. minissaia, paralisar, extravasar, abscissa, coseno

39. Assinale a alternativa correta quanto à grafia.

a. capaz, magreza, analisar, estupidez

b. realesa, duresa, altivês, mesquinhês

c. pesquizar, desprezo, azeite, asar

d. canalisar, realizar, cazar, azedo

e. insensatêz, buzina, tezoura, praser

40.( FCC-SP)

Tantas ………………………. constituem ………………………. .

a.exceção,  previlégio inadmissível

b. excessões, privilégio inadmissível

c. exceções, privilégio inadmissível

d. exeção, privilégio inadmissível

e. esceções, privilégio inadmissível

FONTES:

FERREIRA, Marina. Português. Literatura, Redação. São Paulo: ática, 2004

FERREIRA, Mauro. Aprender e Praticar Gramática. São Paulo: FTD.

MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Saraiva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXERCÍCIOS: ACENTUAÇÃO GRÁFICA

1.No texto abaixo:

“Sei de uma que está fazendo serviço de escritório, proibida de voar por motivo de saúde, e me pergunto que podem significar para ela esses papéis, esses telefonemas, esses recados que circulam num plano de cimento invariável, enquanto, sobre a plataforma das nuvens, suas irmãs caminham, ao mesmo tempo singelas e majestática.”

I.”escritório” e “invariável recém acento por idêntica razão.

II. “papéis” recebe acento gráfico porque é oxítona terminada em ditongo.

III. “está” é acentuada graficamente porque todas as oxítonas devem ser acentuadas.

a. estão corretas as afirmações I e II.

b. todas as afirmativas estão corretas.

c. estão corretas as afirmativas II e III.

d. Todas as afirmativas estão incorretas.

e. estão corretas as afirmativas I e III.

2.Aponte o trecho com acentuação gráfica totalmente correta

a. Em meio aos produtos agrícolas, destaca-se, dentre as essências plantadas, o eucalípto, que tem na vinculação com a industria de celulose seu maior sustentáculo econômico.

b. O documento propõe que, além da Música e da Ginástica, o Desenho seja ensinado em todas as série, do curso de bacharelado propedeutico às carreiras profissionalizantes.

c. Não cabe discutir se a legislação é boa ou ruim; deve-se cumprí-la e honrá-la

d. A viuva de Chico Mendes não acompanhou a caravana de políticos à visita ao túmulo do líder dos seringueiros, assassinado em 1988.

e. Os educador e não têm grandes divergências quanto a reconhecer a ineficiência da escola brasileira, nas últimas décadas, em oferecer educação às classe populares.

3. (UEL-PR) A sílaba tônica de RECÉM está na mesma posição que a da palavra:

a.arquétipo

b. tecem

c. ínterim

d. contem

e. ruim

4..(Mackenzie-SP)

Marque a alternativa em que todas as palavras estão acentuadas corretamente.

a. farmacêutico, játo, dói

b. pêsames, só, Esaú

c. vêzes, oxítona, saúde

d. sadio, sací, bolsa

e. já, ninguém, cajú

5. Assinale a opção em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de a. alguém, inverossímil e caráter, respectivamente:

b. hífen, também, impossível d. há, impossível, crítico

c. armazém, útil, impossível  e. pólen, magnólias, nós

d.têm, éter, característico

6. (Mackenzie-SP) Indique a única alternativa em que nenhuma palavra é acentuada graficamente.

a.lapis, canoa, abacaxi, jovens

b. voo, legua, assim, tenis

c.ruim, sozinho, aquele, traiu

d. flores, açucar, album, virus

d. saudade, onix, grau, orquidea

7. Os dois vocábulos de cada item devem ser acentuados graficamente, exceto:

a. herbivoro, ridiculo

b. carnauba, germen

c. logaritmo, bambu

d. Biblia, hieroglifo

e. miudo, sacrificio

8.(FGV-RG) Assinale a alternativa que completa corretamente as frases:

I.Cada qual faz como melhor ……………………………… .

II.O que ………………………. estes frascos?

III. Neste momento os teóricos ……………………… os conceitos.

IV. Eles ………………………… a casa do necessário.

a. convém, contêm, reveem, proveem

b. convêm, contém. Revêem, provêem

c. convém contém, revêem provém

d. convêm, contêm, reveem, provêem

e. convém, contém, reveem provêm

9. (PUC-RJ) Assinale a alternativa em nenhuma palavra deve receber acento gráfico.

a. o governo, o juri, a garoa

b. item, polen, cedo

c. preto, fossil, seres

d. improbo, degrau, gratuito

e. itens, polens, hifens

 10. “ E o Ronaldo tá lascado: na grama apanha do Luxemburgo e na cama da Bocarelli! E aí acontece o barraco: a Nazarelli expulsa a modelo-rival, namorada do Garnero, do casamento. E eles ficam mais famosos do que a noiva. É melhor se expulso do que ser convidado!” (Folha de São Paulo)

A forma “tá” que aparece no texto é resultado da redução da forma está. O acento é mantido porque:

a. tenta reproduzir a pronúncia da palavra.

b. oxítonos terminada em a recebem acento.

c. monossílabos tônicos terminados em A recebem acento.

c. toda forma monossilábica recebe acento,

d. é uma palavra derivada e de manter as característica da palavra primitiva.

11. são acentuadas por razões diferentes:

a. antipático, páginas, próximo

b.acadêmica, antropóloga sinônimo

c. cópias, monetário intransponíveis

d. caráter, lábia, provável

e.há, pá, já

12,(PUCCAMP-SP) Assinale a alterativa de vocábulos corretamente acentuado;

a.hífen

b. ítem

c. ítens

d. rítmo

e.  portuguêsa

13..(Vunesp-SP) A alternativa em que todas as palavras devem ser acentuadas graficamente é:

a. movel, cascavel, sintese, semaforo, odor

b. avaro, austero, gratuito, ruido, eter

c. graudo, femur, pantano, Mario, palida

d. ureter, cateter, fluido, miseria, apareçho

e. coroa, flor, urutu, amendoim, grau

14.(Vunesp-SP) Identifique a alternativa em que todas as palavras são proparoxítonas (os acentos gráficos foram omitidos):

a. ibero, pudico, prototipo, rubrica

b. celtibero, opimo, decano, caracteres

c. filantropo, sinodo, monolito, fagocito

d. misantropo, ariete, cafila, batavo

e, antifrase, parafrase, alibi, noctivago

15.Qual alternativa que melhor define o acento tônico?

a.maior intensidade silábica.

b. sílaba tônica associada a sinal gráfico.

c. sinal gráfico, marcando sílaba de maior intensidade.

d. sinal gráfico, marcando a intensidade silábica.

16. Indique a alternativa que contém duas palavras oxítonas, duas paroxítonas e duas proparoxítonas:

a. anil, zebu, rubrica, vicio, ibero, infância

b. metro, rapidez, Nobel, vende, espontâneo, carbônico

c. rosa, funil, avaro, régua, remédio, capítulo

d.talvez, melhor, reles, meteoro, bêbado, coágulo

17. Identifique a alternativa que preenche corretamente as lacunas:

………….do herói sem causa, era ………………… de arriscar a vida por um ……………….. nada.

a. Protótipo, capás, quase

b.Prototipo, capaz, quase

c. Prototipo, capaz, quase

d. Protótipo, capás, quazi

e.Protótipo, capaz, quase

18.Identifique a alternativa que preenche corretamente as lacunas:

O……………. de seu gesto surpreendeu, pois era uma……..em seu comportamento habitual.

a. heroismo exessão

b .heroismo, exceção

c. heroísmo excessão

d. heroísmo, exceção

e. heroísmo, exseção

 19. Assinale a(s) alternativa(s) em que todas as palavras são oxítonas:

a. sutil, ureter, Nobel, condor

b. novel, mister, Gibraltar, condor

c. ruim, refem, recem, item

d. sutil, ruim, mister, polens

e.hifens, polens, itens, item

20.A regra que manda acentuar vestígio é a mesma que explica o acento em:

a.armazém

b. carnaúba

c. violência      

d. anônimos

e. hífen

21.São acentuadas pela mesma razão as palavras da opção:

a. há, até, atrás

b. história ágeis, você

c. já, café, cajá

d. dendê, até, você

22. Em todas as alternativas as palavras são acentuadas pela mesma razão, exceto em:

a. amá-la, querê-la

b. vitória, concordância, necessária, próprias

c.véspera, hipótese, política, física

d. atribuía, heroína

e. pátria, silencio, agrícolas, dúvidas

23. Marque as alternativas em que nenhuma das palavras necessita de acento gráfico:

a. orgão, resolver, fossil, prejuizo

b. juri, cafezinho, vezes, album

c. itens, polens, mister, dores, meses

d. cadaver, tatu, hifen, interim

e. balaustre, garoa, vovos, colibri

25. Assinale a opção em que uma das palavras necessita de acento gráfico:

a. caju, raiz, miolo

b. moeda, jovem, casulo

c. nuvem, canjica, mesa

d. reporter, terno, afeto

e. atraiu, campainha, fogo

26.(ITA-SP)Assinale a opção que apresenta palavras que devem ser acentuadas pela mesma regra:

a. três, fez, pos, so

b. Raul, sauva, viuvo, ruido

c. influencia, dai, juizes, vadiice

d.vinténs, mantem, trem, vaivens

e. antifrase, bavaro, estereotipo, miope

27.“As aves que …………………. aqui beber água são tão mansas que não …………… defesa contra a ação de predadores.”

a. veem, tem

b. vêm, tem

c. vem, têm

d. veem, têm

e. vêm, têm

28. A palavra em que a acentuação ocorre unicamente em vista da presença do hiato:

a. cocaína

b. estaríamos

c. galáxias

d. herói

e. zoológico

29. (Cesgranrio-RJ) Assinale a opção cujos vocábulos estão relacionados segundo a mesma norma de acentuação gráfica:

a. delírio, persistência, mistério

b. irresistível, magico, afrodisíaca

c. paraíso, miúdo, flexível

d. açúcar, artérias, cantárida

e. só, cipó, demônio

30.Em que alternativa se registram erros na acentuação gráfica?

a.líder, misantropo, avaro, ureter

b.têxtil, rubrica, ibero, pudico

c. clímax, réptil, bílis, mês

d. prejuízo, gratuito, bílis, mês

e. ítem, pólens, côr, repôr.

FONTES:

AMARAL, Emília, Mauro Ferreira, Severino Antônio e Ricardo Leite. Novas Palavras – Literatura, Gramática, Redação e Leitura. São Paulo: FTD. 1997

CEREJA, William Roberto e Thereza Cochar Magalhães. Gramática – Texto, Reflexão e Uso. São Paulo: Atual. 2004

NICOLA, José de. Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXECÍCIOS DE FONOLOGIA

Texto para as questões de 1 a 5.

Cidadezinha qualquer

Casas entre bananeiras

mulheres entre laranjeiras

pomar amor cantar

 

Um homem vai devagar.

Um cachorro vai devagar.

UM BURRO VAI DEVAGAR

 

Devagar…as janelas olham.

 

Eta vida besta, meu Deus. (Carlos Drummond de Andrade)

1.Considere a palavra casas.

a.Quantos fonemas e quantas letras ela apresenta?

RESP. 5 letras, 5 fonemas.

 

b.Qual o único fonema que aparece duas vezes?

RESP. do fonema /a/.

2.Identifique o terceiro fonema dessa palavra e indique quais das seguintes palavras apresentam esse mesmo fonema: exílio, sábio, isento, azeite, crescer. Enxuto, exótico, taxativo, hesitar.

RESP. o 3º fonema é o /z/ (representado pela letra s). apresentam esse fonema: exílio, isento, azeite, exótico, hesitar.

3. Transcreva do poema:

a. a palavra do verso 1 que apresenta dígrafo.

RESP. entre. (en)

b. três palavras do poema que apresentam dígrafos.

RESP. Cidadezinha. Qualquer, mulheres, laranjeiras, cantar um. Cachorro. Burro, olha.

c.a única palavra que tem dois dígrafos.

RESP. cachorro

4. Indique o número de letras e de fonemas das seguintes palavras:

a. pomar: 5 letras, 5 fonemas

b. laranjeiras: 11 letras, 10 fonemas

c. Deus: 4 letras, 4 fonemas

d.cachorro: 8 letras, 6 fonemas

5.“Um homem vai devagar.” Observe a palavra destacada e indique:

a.o número de letras e de fonemas:

5 letras, 4 fonemas

b. a última letra e o último fonema.

última letra m, último fonema /i/ – em /ei/

 6.Indique a alternativa em que as três palavras apresentam dígrafos:

a. quilo – quase – quitar

b. guitarra – aguado – régua

c. exceção – excelente – aquático

d. assassino – enchente – piscina

e. cresça – manhã – aquoso

7.De todas as palavras abaixo, apenas uma não tem dígrafo. Indique a alternativa em que se encontra essa palavra:

a. rascunho, velhote, palhinha

b. cachorros, archote, excêntrico

c. enguiçado, esquilo, assumir

d. piche, exceção, ascender

e. assessor, aplicar, encharcar.

8. Qual das alternativas apresenta palavra com mais letras que fonemas?

a.caderno

b. chapéu

c. flores

d. livro

e. disco

9.Leia

Cigarra

Diamante. Vidraça

Arisca, áspera asa risca

O ar. E brilha. E passa.    (Guilherme de Almeida)

Entendendo dígrafo ou digrama como um grupo de duas letras que representam um único som ou articulação, podemos afirmar que, no haicai de Guilherme de Almeida, encontramos:

a.dr e sc são dígrafos

b. sp e lh são dígrafos

c. rr e an são dígrafos

d. ss e sc são dígrafos

e. rr e sc são dígrafos

10.As palavras folheado, lânguida, antigos e vento apresentam, respectivamente, o seguinte número de fonemas e letras:

a.4-5; 6-7; 6-8; 7-8

b. 6-8; 7-8; 4-5; 6-7

c. 6-7; 6-8; 7-8; 4-5

d. 7-8; 6-8; 6-7; 4-5

e.7-8; 6-7; 6-8; 4-5

11.Assinale a alternativa em que ambas as palavras apresentam o mesmo número de fonema:

a. impressora – correspondem

b. caracteres – considerações

c. delinquente – adequada

d. conhecimento – consideração

e.alcance – preenche. ( 6 fonemas)

12. Ao pronunciar palavras como adeptos, os falantes de língua portuguesa tendem a acrescentar-lhes uma vogal não representada na língua escrita. Observe s série de palavras:

I. perseguem – homossexuais

II. rachar – igualdade

III. facção – significa

Em quais delas ambas as palavras sofrem o mesmo processo?

a.apenas I

b. apenas II

c. apenas III

d. apenas I e III

e. apenas II e III

13. Leia as sequências de palavras a seguir e indique aquela em que a letra x tem som de /ks/ ao ser pronunciada.

a. exame – exaltação – exímio – exato – exemplo – exausto

b. enxame – enxurrada – faxina – feixe – vexame – lixa – xingar

c. tóxico – táxi – reflexo – intoxicar – fixar – sexagenário – fluxo

d. extraordinário – exceção – exterior – próximo – excelente – auxílio

14.Assinale a alternativa que apresenta tritongo, hiato, ditongo crescente e dígrafo:

a. quais, saúde, perdoe, álcool

b. cruéis, mauzinho, quais, psique

c. quão, mais, mandiú, quieto

d.aguei, caos, mágoa, chato

 15. Marque a opção em que todas as palavras apresentam dígrafo

a.fixo, auxílio, tóxico, exame

b. enxergar, luxo, bucho, olho

c. bicho, passo, carro, banho

d. choque, sintaxe, unha, coxa

16. Nas palavras que, tranquilidade, concluía e muito, ocorrem os seguintes encontros:

a. dígrafo, dígrafo, tritongo, ditongo

b. dígrafo, ditongo, tritongo, dígrafo

c. ditongo, dígrafo, hiato, ditongo

d. ditongo, ditongo, tritongo, ditongo

e. dígrafo, ditongo, hiato, ditongo

17. Indique a alternativa onde constatamos, oralmente, em todas as palavras, pelo menos uma consoante oclusiva bilabial:

a. ambição, empavesada, destemida, com

b. rompe, soberba, enfim, mas

c. Fábio, púrpura, planta, mares

d. planta, ufana, navega, nau

e.aguarda, defesa, tarde, destemida

18Nos conjunto abaixo, ocorrem encontros de sons e letras, assinale a alternativa que corresponda, respectivamente, a esses encontros:

poema                  reino                    pobre                      não                   chave

realize                  perdeu                 escrevê-lo               estão                 que

mais                    contempla                                        terrível

penetra                                             lhe

a.ditongo oral decrescente, ditongo oral crescente, encontro consonantal, ditongo nasal decrescente, dígrafo

b. hiato, ditongo oral decrescente, encontro consonantal, ditongo nasal decrescente, dígrafo

c. ditongo oral decrescente, hiato, dígrafo, ditongo nasal decrescente, encontro consonantal

d. hiato, ditongo oral crescente, encontro consonantal, ditongo nasal decrescente, dígrafo

e. ditongo oral crescente, ditongo nasal decrescente, encontro consonantal, dígrafo, hiato.

19. Indique a alternativa cuja sequência de vocábulo apresenta, na mesma ordem, o seguinte: ditongo, hiato, hiato, ditongo:

a. jamais, Deus, luar, daí

b. joias, fluir, jesuíta, fogaréu

c. ódio, saguão, leal, poeira

d. quais, fugiu, caiu, história

20. Assinale a alternativa que apresenta os elementos que compõem o tritongo:

a. vogal + semivogal + vogal

b. vogal + vogal + vogal

c. semivogal + vogal + vogal

d. semivogal + vogal + semivogal

21.Considere as afirmações

I. Piauí tem dois hiatos e um ditongo

II. Infância tem ditongo crescente

III. Saúva tem hiato

Podemos dizer que está(ao) correta(s):

a.I, II e III

b. apenas I e II

c. apenas I

d. apenas IIII

e. apenas II

22. Assinale a alternativa em que todos os encontros vocálicos são hiatos:

a.coroa, vaidade, baixo

b. reúna, lagoa, fiasco

c. réus, perpetue, alegria

d. gratuito, acentuada, glória

e. joia, suave, celeiro

23. Ambivalência possui:

a.12 fonemas e 12 letras

b. 11 fonemas e 12 letras

c. 9 fonemas e 11 letras

d. 10 fonemas e 12 letras

e.10 fonemas e 10 letras

24. Assinale a alternativa em que o x nunca é pronunciado como /ks/

a. tóxico, máximo, prolixo

b.êxtase, exímio, léxico

c. exportar, êxodo, tóxico

d. máximo. Êxodo. Exportar

e.exímio, prolixo, êxodo

25.Foneticamente, o vocábulo passo contém:

a.um dígrafo

b. um ditongo

c. uma vogal e uma semivogal

d. um encontro consonantal

e.um hiato

26.Os convidados estavam no saguão aguardando a saída dos noivos.

a. tritongo, ditongo decrescente

b. ditongo nasal, ditongo decrescente

c. tritongo, ditongo crescente

d. ditongo nasal, hiato

e. tritongo, hiato

27. A alternativa em que ocorrem palavras que contêm, respectivamente, dígrafo, encontro consonantal e ditongo é:

a. velho, Rodrigo, pouco

b. muito, termo, achar

c. cruzou, queimado, pergunta

d. fiquei, ficou, sorriu

e. cinquenta, esse, cigarro

28. Na palavra armazém:

a. há dígrafo e ditongo

b. não há dígrafo, mas há ditongo

c. não há dígrafo nem ditongo

d. há dígrafo, mas não há ditongo

29. Há inúmeras palavras na língua portuguesa em que é indiferente considerar-se o encontro vocálico como ditongo crescente ou hiato. Assinale o item em que tal fato não ocorre, isto é, em ambas só podemos ter ditongo:

a. ofício, cuidou

b. matrimônio, melancolia

c. Rubião, Sofia

d. riquezas, oblíquos

e. frequentes, quase.

30. Assinale a alternativa em que ocorre um ditongo decrescente em todas as palavras:

a. traidor, país, água

b. baú, quatro, oblíqua

c. quase, canavial, beato

d. seixo, crueldade, igual

e.ideia, cauteloso, pai

31. Identifique o conjunto de três palavras que apresenta um encontro consonantal , um dígrafo e um dífono, respectivamente:

a. brasa, amparo, léxico

b. monte, arguir, cauim

c. canto, folha, sexto

d. lambujem, êxodo, enxurrada

FONTES:

AMARAL, Emília, Mauro Ferreira, Severino Antônio e Ricardo Leite. Novas Palavras – Literatura, Gramática, Redação e Leitura. São Paulo: FTD. 1997

CEREJA, William Roberto e Thereza Cochar Magalhães. Gramática – Texto, Reflexão e Uso. São Paulo: Atual. 2004

NICOLA, José de. Gramática Contemporânea da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione.