Análise do poema Livre-arbítrio

cacaso

       O recurso linguístico utilizado pelo autor na composição do poema foi a metáfora. Termo grego metaphorá que significa mudança, transposição: aproximam-se dois elementos que, em um contexto específico, guardam alguma relação de semelhança, transferindo-se, para um deles, características do outro.

     Dito assim, parece complicado, mas não é. Observe os seguintes versos de Cacaso.

Livre-arbítrio

Todo mundo é toureiro.

Cada escolhe o

touro que quiser na vida.

O toureiro escolheu o

próprio

touro.

        O título do poema, “Livre-arbítrio”, faz referência ao direito de escolher nosso próprio caminho. No texto, essa ideia é associada às dificuldades que o caminho escolhido nos impõe.

         Quando afirma que “Todo mundo é toureiro”, o poeta transfere para as pessoas um comportamento típico de quem enfrenta touros em uma arena: passar todo o tempo tentando evitar os ataques do inimigo, enquanto se procura derrota-lo. Metaforicamente, a arena é a nossa vida e o touro é o problema que, às vezes, precisamos vencer.

        Assim, o poema afirma uma semelhança entre a ação de um toureiro e o modo como as pessoas enfrentam os desafios que a vida impõe. A análise dos dois comportamentos confirma a substituição que está na origem da palavra metáfora.