DEFEITOS DE TEXTO

Future after school?

      Inúmeras vezes, ao escrever, você teve preocupações do seguinte tipo: esta palavra se escreve com s ou com z? E esta é com x ou ch? Será que esta frase ficou clara?

                Ao escrever, devemos evitar defeitos que podem prejudicar a compreensão do texto. Vamos agora tratar de alguns defeitos que empobrecem o texto e que, portanto, devem ser evitados.

 

AMBIGUIDADE

AMBIGUIDADE

      Ocorre ambiguidade (ou anfibologia) quando a frase apresenta mais de um sentido.

                Ocorre geralmente por má pontuação ou mau emprego de palavras ou expressões. É considerada um defeito da prosa, porque atenta contra a clareza. Veja alguns exemplos:

O professor protestou contra a sua falta de atenção.

A falta de atenção é de quem? Da pessoa com quem se fala ou de quem se fala?

Saíram a passear: a mãe e a sua  filha.

De quem? Da mãe ou da pessoa com quem se fala?

OBSCURIDADE

 Obscuridade significa falta de clareza. Vários motivos podem determinar a obscuridade de um texto: períodos excessivamente longos, linguagem rebuscada, má pontuação.

Observe:

“ Encontrar a mesma ideia vertida em expressões antigas mais claras, expressiva e elegantemente tem-me acontecido inúmeras vezes na minha prática longa, aturada e contínua do escrever depois de considerar necessária e insuprível uma locução nova por muito tempo.”

INCOMPREENSÍVEL

PLEONASMO

PLEONASMO

 O pleonasmo (ou redundância) consiste na repetição desnecessária de um conceito ou de um termo. Veja:

 A brisa matinal da manhã enchia-o de alegria.        Descer para baixo

Ele teve uma hemorragia de sangue.                        Elo de ligação

Acabamento final                                                        Encarar de frente

Adiar para o dia seguinte                                            Entrar dentro

Agora já

 CACOFONIA

CACOFONIA

                A cacofonia (ou cacófato) consiste num mau som obtido pela união das sílabas finais de uma palavra com as iniciais de outra. Veja

1.Senti que a boca dela se aproximava de mim.

2.Estas ideias, como as concebo, são irrealizáveis.

3.” Alma minha gentil, que te partiste.” (Camões)

4.Se é por tão grande motivo, desisto.

  1. Já não posso amar ela

 ECO

       Consiste no emprego de uma sequência de palavras terminadas pelo mesmo som. Observe:

Sem cessar, só sei sofrer por vo

O aluno repetente mente alegremente. 

PROLIXIDADE

      A prolixidade consiste em utilizar mais palavras do que o necessário para exprimir uma ideia, portanto, é o oposto da concisão. Ser prolixo é ficar “enrolado”, “enchendo linguiça”, não ir direto ao assunto.

      O uso de cacoetes, expressões que não acrescentam nada ao texto, servindo tão-somente para prolongar o discurso, também pode torná-lo prolixo. São expressões do tipo antes de mais nada, pelo contrário, por outro lado, por sua vez. Cuidado com elas! Veja a seguir um exemplo de texto prolixo:

Tema: Os jovens têm algo a transmitir aos mais velhos?

“Não saberia responder com exatidão. Há sempre uma eterna divergência entre as gerações. Os jovens pensam de um jeito, às vezes estranho que chega a escandalizar os mais velhos… Já os mais velhos, por outro lado, costumam, na maioria das vezes, achar que os mais jovens, em alguns casos, são têm nada a transmitir aos mais velhos.”

 BARBARISMO

BARBARISMO

      Tem-se o barbarismo quando se pronunciam ou se escrevem de forma incorreta certas palavras ou, ainda, quando se dá à palavra ou expressão um significado errado.

Mendingo em vez de mendigo

Rúbrica em vez de rubrica

Misântropo em vez de misantropo

Gratuíto em vez de gratuito

 SOLECISMO

    É o erro que infringe as regras da sintaxe. Pode ser de concordância, regência ou de colocação pronominal.

Fazem dois anos que ela morreu ( Faz – erro de concordância)

Vou no correio agora. ( Vou ao – erro de regência )

Me veja no café. ( Veja-me –erro de colocação pronominal)

Anúncios

Filmes, músicas, livros: Simbolismo

 

 SIMBOLISMO

FILMES

O Eclipse de uma Paixão, de Agnieszka Holland;

Camill Claudel, de Bruno Nuytten;

Sonhos, de Akira Kurosawa,

Moulin Rouge, de Baz Luhrmann,

A Vida de Toulouse-Lautrec, de Roger Planchon.

 LIVROS

O Noviço, de Martins Pena;

O Médico e o Monstro, de Robert Louis Stevenson;

O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde;

Flores do Mal, de Charles Baudelaire;

Uma Temporada no Inferno, de Arthur Rimbaud

Missal  e Broqueis, de Cruz e Sousa

 ARTES PLÁSTICAS

Conheça a obra dos pintores impressionistas e pós-impressionistas, como Monet, Renoir, Cézanne, Van Gogh, Toulouse-Lautrec e Klimt.

 PESQUISA

Pesquise sobre as relações entre o Simbolismo e o Romantismo, incluindo a tendência Gótica.

Filmes, livros, músicas: Modernismo 2ª fase

a-segunda-gerao-modernista-no-brasil-1-728

FILMES

São Bernardo, de Leon Hirszman;

Vidas Secas e Memórias do Cárcere, de Nélson Pereira dos Santos;

Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha;

O Quatrilho, de Fábio Barreto;

Orfeu (1998), de Cacá Diegues, baseado na peça teatral Orfeu da Conceição, de Vinícius de Morais;

Crônica da Cidade Amada, de Carlos Hugo Christensen.

LIVROS

O Quinze, de Rachel de Queiroz,

Vidas Secas e São Bernardo, de Graciliano Ramos;

Capitães da Areia, de Jorge Amado;

Ana Terra, de Érico Veríssimo;

As Melhores Poesias, de Murilo Mendes;

As Melhores Poesias de Cecília Meireles;

A Bagaceira, de José Américo,

O Menino do Engenho, Moleque Ricardo, Usina e FOGO Morto, de José Lins do Rego.

 MÚSICA

Ouça os compositores de música popular brasileira da época, como Noel Rosa, Ataulfo Alves, Luís Gonzaga, Luís Vieira, Elomar, Dominguinhos, além do poeta popular Patativa do Assaré. Ouça também a canção Tem espinho na roseira de Karnak, e os discos ou CDs: Carlos Drummond de Andrade – Antologia Poética, CDs de Vinícius de Morais e Toquinhos, com músicas de ambos e poemas de Vinícius de Moraes declamados por ele próprio.

PESQUISA

Pesquise sobre a história do Brasil na década de 1930: o crack da Bolsa de Valores de Nova Iorque (1929) e seus efeitos na economia brasileira, a Revolução de 30, a crise cafeeira, a Intentona Comunista, o Estado Novo.

Filmes, livros, músicas: Pré-Modernismo e Modernismo 1ª fase

PRÉ-MODERNISMO                   primeira-fase-do-modernismo-no-brasil-1-728

 FILMES

Tempos Modernos, de Charles Chaplin;

1900, de Bernardo Bertolucci;

Metrópolis, de Fritz Lang;

O Fantasma da Liberdade, O Discreto Charme da Burguesia, de Luís Buñuel;

Paixão e Guerra no Sertão de Canudos, de Antônio Olavo;

Triste Fim de Policarpo Quaresma, Herói do Brasil, de Paulo Thiago;

Pagu, de Norma Benguel;

Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade;

Lição de Amor, de Eduardo Escorel;

O Quatrilho, de Fábio Barreto;

Sonhos Tropicais, de André Sturn;

Abril Despedaçado, de Walter Salles;

Eu, Tu, Eles, de Andrucha Walddington.

  LIVROS

Os Serões, de Euclides da Cunha;

Terra em Chamas, de Atilho Garret;

Triste Fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto;

Urupês, de Monteiro Lobato;

Eu e Outras Poesias, de Augusto dos Anjos;

Mensagem, de Fernando Pessoa;

A Confissão de Lúcio, de Mário de Sá-Carneiro;

Macunaíma, Amar Verbo Intransitivo e Contos Novos, de Mário de Andrade;

Poesias Reunidas de Oswald de Andrade;

Estrela da Vida Inteira, de Manuel Bandeira;

Brás, Bexiga e Barra Funda, de Antônio de Alcântara Machado.

 MÚSICA

Ouça a música do compositor francês Claude Debussy e do brasileiro Heitor Villa-lobos.

 ARTES PLÁSTICAS

 Conheça a obra de Picasso, Boccioni, Kandinsky , Salvador Dali, Lê Corbusier, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Portinari.

Filmes, livros, músicas: Realismo e Naturalismo

REALISMO

FILMES

A Sedutora Madame Bovary, de Vincent Minelli:

Germinal, de Claude Barri;

Os Companheiros, de Mário Monicelli; Tempos Modernos, de Charles Chaplin; Brás Cubas, de Júlio Bressame; O Primo Basílio, de Daniel Filho; O Cortiço, de Francisco Ramalho jr.; Cidade de Deus, de Fernando Meirelles.

  LIVROS

  Madame Bovary, de Gustave Flaubert;

Ilusões Perdidas de Honoré de Balzac

Germinal, de Émile Zola;

A Brasileira dos Prazins e Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco,

O Primo Basílio, O Crime do Padre Amaro, Os Maias, A Casa de Ramires e A Cidade e a Serra, de Eça de Queirós;

Memórias Póstumas de Brás Cubas, D. Casmurro, Quincas Borba, de Machado de Assis;

O Mulato, O Cortiço, Casa de Pensão, de Aluísio Azevedo;

o Ateneu, de Raul Pompéia,

O Amor de Capitu, de Fernando Sabino,

O Missionário de Inglês de Sousa;

A Normalista e O Bom Crioulo, de Adolfo Caminha.

 ARTES PLÁSTICAS

Conheça a pintura realista, principalmente as obras de Gustave Courbet, Daumier e a do pré-realista Millet.

 PESQUISA

Pesquise sobre as correntes filosóficas e científicas da época, como o Positivismo, de Augusto Comte; O Determinismo. De Hipolyte Taine, O Evolucionismo, de Darwin; e o Socialismo, de Marx e Engels.

Filmes, livros, músicas: Arcadismo

ARCADISMO

FILMES

Danton   –  O Processo da Revolução, de Andrzej Wajda;

Ligações Perigosas, de Stephen Frears;

Casanova e a Revolução, de Milos Forman;

A Missão de Roland Joffé;

Os Inconfidentes, de Joaquim Pedro de Andrade;

Chica da Silva, de Cacá Diegues;

Chico Rei, de Walter Lima Jr;

Tiradentes, de Oswaldo Caldeiras.

  LIVROS

As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift;

Cândido, de Voltaire

O Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles

Maria de Dirceu e Cartas Chilenas, de Tomás Antônio Gonzaga;

Poemas Escolhidos, de Cláudio Manuel da Costa

Uraguai, de Basílio da Gama;

Caramuru, DE Santa Rita Durão.

  MÚSICA

Ouça a produção musical dos compositores clássicos Fraz Joseph Haydn e Wolfgang Amadeus Mozart.

 PESQUISE

Pesquise sobre as ideias e as obras dos filósofos iluministas: Voltaire, Montesquieu, Rousseau, Diderot e D`Alembert. Pesquise também sobre a pintura rococó

Filmes, livros, músicas: Romantismo

Romantismo

FILMES

Razão e Sensibilidade, de Ang Lee;

O Homem Elefante, de David Lynch;

A Queda da Bastilha, de Jim Goddard;

Os Miseráveis, de Glenn Jordan;

Carta de uma Desconhecida, de Max Ophuls;

Sinfonia da Primavera, de Peter Shamony;

Independência ou Morte, de Carlos Coimbra;

Carlota Joaquina, Princesa do Brasil, de Carla Camurati.

  LIVROS

Werther, de Goethe

Eurico, O Presbítero, de Alexandre Herculano;

Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

Amor de Perdição e A Queda de um Anjo, de Camilo Castelo Branco

Uma Família Inglesa, de Júlio Diniz

Romances Urbanos, Indianistas, Históricos e Regionalistas, de José de Alencar,

Lira dos Vinte Anos e Noites na Taverna, de Álvares de Azevedo,

I Juca Pirama, de Gonçalves Dias,

Primaveras, de Casimiro de Abreu,

Antologia de Poesias brasileira: Romantismo

Espumas Flutuantes e Os Escravos, de Castro Alves

Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida

Inocência, de Visconde de Taunay

 MÚSICA

O movimento romântico na música erudita se estende por todo o século XIX. Ouça a música dos compositores Beethoven, Schubert, Schumann, Chopin, Liszt, Wagner, Verdi, Tchaikovski e Strauss. E também, ouça o CD Memórias, crônicas e declarações de amor, de Marisa Monte e as canções “Romântico”, de Wander Lee, cantada por Rita Ribeiro no CD Comigo e “Ontem ao Luar”, de Catulo da Paixão Cearence e Pedro Alcântara, cantada por Marisa Monte no CD Marisa Monte.

 PINTURA

Conheça a pintura de Goya, Géricault, Delacroix, Turner e Constable e a escultura de Auguste Rodin.

PESQUISE

Pesquise sobre os primeiros autores românticos da Alemanha, Inglaterra e França, que são respectivamente, Goethe, Lord Byron e Walter Scott e Victor Hugo.

Filmes, livros, músicas: Modernismo 3ª fase

3ª MODERNISMO

FILMES

A Hora da Estrela, de Suzana Amaral, de Suzana Amaral;

Morte e Vida Severina, a Walter Avancini;

O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte;

Eles não Usam Black-Tie, de Leon Hirszman;

A Terceira Margem do Rio, de Nelson Pereira dos Santos;

O Que é isso Companheiro?, de Bruno Barreto;

As Meninas, de Emiliano Pereira;

Central do Brasil, de Walter Salles;

Outras Histórias, de Pedro Bial;

Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho.

  LIVROS

Laços de Família e A Hora da Estrela, de Clarice Lispector;

Sagarana e Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa;

Morte e Vida Severina e A Educação pela Pedra, de João Cabral de Melo Neto;

Poesia, de Mário Quintana;

Poema Sujo, de Ferreira Gullar,

Galvez, Imperador do Acre, de Márcio de Souza;

Guarup, de Antônio Callado;

Sobra de Reis Barbudos, de J.J. Veiga;

Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro;

As Meninas, de Lígia Fagundes Telles;

Agosto d Rubem Fonseca;

Não Verás País Nenhum, de Ignácio de Loyola Brandão;

da coleção Literatura Comentada: Poesia Concreta e Poesia d Noiva, de Nelson Rodrigues; Verdade Tropical, de Caetano Veloso.

 MÚSICA

Ouça os discos João Cabral de Melo Neto, com poemas declamados pelo próprio poeta, com música de Egberto Gismonti (Somlivre, 1984); os CDs Casa da Bossa e Tropicália.

PESQUISA

Pesquise sobre a arte de resistência que se fez no Brasil durante o regime militar, como forma de combater a ditadura e driblar a censura.

Filmes, livros e músicas: Quinhentismo e Barroco

QUINHENTISMO      barroco-em-portugus-1-728

FILMES

Caravaggio, de Derek Jarman:

O Homem da Máscara de Ferro, de RandallWallace;

As Bruxas de Salem, de Nocholas Hytner;

O Enigma do Colar, de Charles Shyer;

Amadeus, de Milos Forman;

Ligações Perigosas, de Stephen Frears.

 LIVROS

Os Sermões, de Padre Antônio Vieira;

Antologia Poética, de Gregório de Matos Guerra

Melhores Poemas, de Gregório de Matos Guerra

Boca do Inferno, de Ana  Miranda

O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder

O Auto de São Lourenço, de José de Anchieta.

 MÚSICA

Ouça a produção musical dos compositores barrocos: Antônio Vivaldi, Johann Sebastian Bach e Georg Friedrich Haendel.

Filmes, livros e música: Trovadorismo ao Classicismo

 

 trovadorismo-1-728 humanismo20-1-728

classicismo-1-638

 

 

FILMES

O BAILE, DE Ettore Scola;

Cinema Paradisco, de Giuseppe Tornatore;

Em Busca do Ouro, O Garoto, Luzes da Cidade, de Charles Chaplin;

O Carteiro e o Poeta, de Michael Redford;

A Rosa Púrpura do Cairo e A Era do Rádio, de Woody Allen;

O Nome da Rosa, de Jean Jacques Annaud;

Excalibur, de John Boorman;

O Feitiço de Áquila, de Richard Donner;

Indiana Jones e A Última Cruzada, de Steven Spielberg;

Robin Hood – O Príncipe dos ladrões, de Kevin Reynolds;

Lancelot – O Primeiro Cavalheiro, de Jerry Zucker;

Coração de Cavaleiro, de Brian Thelgerland;

Brumas de Avalon, de Vei Edel.

 LIVROS

Trilogia das Barcas,

Auto da Lusitânia,

A Farsa de Inês Pereira,

Velho da Horta, de Gil Vicente.

Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões.

 MÚSICA

“Atrás da Porta”, de Francis Hime e Chico Buarque;

“Esse Cara”, de Caetano Veloso;

“Luísa”, de Tom Jobim;

“Love Song” e “Metal Contra as Nuvens”, do grupo Legião Urbana;

“Metáfora”

Pela Internet”, de Gilberto Gil.